Home / Tag Archives: casa & decoração

Tag Archives: casa & decoração

Feed Subscription

Como organizar os brinquedos das crianças? Veja 7 ideias

Caixas, cestos e prateleiras podem te ajudar a organizar o quarto dos pequenos. Inspire-se com 7 ideias e acabe com a bagunça em casa

Muitas vezes, organizar os brinquedos das crianças parece uma missão impossível para os pais. Principalmente quando o espaço é pequeno e a bagunça já tomou conta do quarto. Mas não se desespere! Caixas, cestos e prateleiras podem ser grandes aliados da organização e da decoração.

Não sabe por onde começar? Confira sete formas práticas e criativas de organizar os brinquedos do seu filho. Inspire-se:

1. Barra de metal

Ímãs e barras de metal são aliados na hora de organizar a bagunça

Ímãs e barras de metal são aliados na hora de organizar a bagunça

Foto: Pinterest

O quarto dos seus filhos tem carrinhos espalhados por todos os lados? Para solucionar o problema é fácil: coloque barras (ou placas) de metal e ímãs na parede. Assim, eles ficarão grudados e bem organizados.

2. Cestos e prateleiras

Aposte em cestos e prateleiras

Aposte em cestos e prateleiras

Foto: Pinterest

Cestos e prateleiras são ótimas formas de manter os objetos organizados. Escolha cestos grandes e coloridos para os brinquedos que a criança brinca com mais frequência. Nas prateleiras, coloque livros e objetos de decoração.

3. Bicama

Invista em uma bicama para organizar os brinquedos e aproveitar o espaço

Invista em uma bicama para organizar os brinquedos e aproveitar o espaço

Foto: Pinterest

Investir em uma cama com compartimentos na parte de baixo pode ser uma ótima saída para manter os brinquedos em ordem e ainda dar mais espaço ao quarto. Para facilitar, é possível colocar divisórias e criar um sistema de organização. Por exemplo, em um compartimento os livros e em outro os ursinhos de pelúcia.

4. Caixotes de madeira

Caixotes de madeira são práticos e não pesam no bolso

Caixotes de madeira são práticos e não pesam no bolso

Foto: Pinterest

Colocar os brinquedos e objetos da criança em caixotes é uma boa forma de manter tudo organizado sem pesar no bolso. Você pode deixá-los na cor de madeira natural ou pintar com cores que combinem com a decoração do quarto.

5. Rede

Prenda ganchos na parede e coloque uma rede

Prenda ganchos na parede e coloque uma rede

Foto: Pinterest

Otimize os espaços! Coloque ganchos nos cantos da parede e prenda uma rede. Assim, você terá um suporte para os brinquedos em pouco espaço. Lembre-se de posicionar o suporte na altura da criança.

6. Vários compartimentos

As grades servem para não deixar os brinquedos caírem

As grades servem para não deixar os brinquedos caírem

Foto: Pinterest

Busque móveis com vários compartimentos. Na imagem, as grades tem a função de manter os ursinhos presos. Fica a dica!

7. Caixas de plástico

Prenda as caixas de plástico na parede

Prenda as caixas de plástico na parede

Foto: Pinterest

Assim como o caixote de madeira, as caixas de plástico são uma ótima forma de organizar o quarto da criança sem gastar muito. Você pode sair do comum e prendê-las na parede, criando uma espécie de prateleira.

“A viagem” e outras produções com histórias e estruturas diferentes

“A Viagem” e “Vamp” são algumas das novelas com história inovadoras. Confira as novelas e minisséries que abusam da criatividade

Novelas, principalmente do horário nobre, normalmente são feitas para refletir a sociedade. Isso acaba engessando um pouco o modelo, e trazendo personagens parecidos de uma trama para outra: alguém do bem, ganancioso, apaixonado, etc. Outros horários, no entanto, conseguem ousar mais em sua história, e acabam tendo a oportunidade de criar mundos e enredos diferentes. É o caso de “Novo Mundo”, por exemplo, que mistura personagens históricos, como D. Pedro I, junto com figuras fictícias. Outros folhetins também investiram em tramas bem diferentes, como “A Viagem” e “Vamp”.

Relembramos as principais a seguir:

“A Viagem”

“A Viagem” mostrava o céu e o inferno, pela visão de um espírito

Foto: Divulgação/TV Globo

Baseado na filosofia espiritista de Allan Kardec, “A Viagem” tratou da vida após a morte, mostrando o céu e o inferno. A trama gira em torno do jovem Alexandre (Guilherme Fontes) que, depois de se matar, passa a infernizar a vida de quem ele culpa por seu trágico destino. Ele começa a se comunicar na terra com um médium que tenta o guiar para o bem. A história também mostra as dificuldades do casal Diná (Christiane Torloni) e Otávio (Antônio Fagundes) após a morte dele.

“Cordel Encantado”

“Cordel Encantado” foi original na fotografia e na maneira de contar a história

Foto: TV Globo

A produção encantadora da Rede Globo teve muito elementos inovadores, a começar pela fotografia. Baseada em literatura de cordel, a trama retrata o sertão com todas as suas cores e textura. O figurino e a trilha sonora também davam a novela características inovadoras. “Cordel Encantado” também utilizava figuras históricas como referência, a exemplo do cangaceiro Lampião, reimaginado como Coronel Herculano (Domingos Montagner).

“Meu Pedacinho de Chão”

'Meu Pedacinho de Chão' usou elementos lúdicos para contar sua história

‘Meu Pedacinho de Chão’ usou elementos lúdicos para contar sua história

Foto: Divulgação/Globo

A história de “Meu Pedacinho de Chão” poderia ser tradicional, a velha disputa entre adversário ideológicos, não fosse sua produção artística. Contada de maneira lúdica, a história traz figurinos e cenários divertidos e coloridos e alusões a fantasias como “O Sítio do Picapau Amarelo”. A protagonista Bruna Lizmayer tem o cabelo sor de rosa, enquanto Juliana Paes usava uma peruca no melhor estilo Maria Antonieta.

“Vamp”

Claudia Ohana interpretou a vampira Natasha em

Claudia Ohana interpretou a vampira Natasha em “Vamp”

Foto: Divulgação/TV Globo

“Vamp” misturava terror e comédia ao mostrar a vida do povo da cidade fictícia de Armação dos Anjos após a chegada de vampiros, como a cantora de rock Natasha (Claudia Ohana) e Vlad (Ney Latorraca). A divertida história contava ainda com Mrs. Penn Taylor, a caçadora de vampiros vivida por Vera Holtz.

Natasha vai a cidade a procura da Cruz de São Sebastião, única arma que pode derrotar Vlad. O herói da novela é o Capitão Jones, que em vidas passadas viveu um triângulo amoroso com a dupla de vampiros.

“Morde & Assopra”

“Morde & Assopra” misturou a modernidade dos robôs com os antigos dinossauros

Foto: TV Globo/Divulgação

“Morde & Assopra” mistura dois elementos adorados pela ficção científica, mas opostos: os jurássicos dinossauros, e os modernos robôs. A trama gira em torno de Júlia (Adriana Esteves), uma arqueóloga que viaja a pequena cidade de Preciosa atrás de ossos de dinossauros nunca antes encontrados. Ao mesmo tempo, o cientista Ícaro (Mateus Solano) tenta reconstruir sua falecida esposa Naomi (Flávia Alessandra) como robô.

“O Quinto dos Infernos”

Betty Lago interpretou a vilã histérica Carlota Joaquina em

Betty Lago interpretou a vilã histérica Carlota Joaquina em “O Quinto dos Infernos”

Foto: Divulgação/TV Globo

Assim como “Novo Mundo”, “Quinto dos Infernos” se baseia em fatos históricos, misturado com muita ficção. O tempo retratado também é o da família real portuguesa no Brasil. Carlota Joaquina (Betty Lago), inspirada em Maria Antonieta, é a grande vilã da história. Em meio a muita libertinagem e confusão, temos um retrato bem diferente dos livros de história.

A minissérie também trazia André Mattos como D. João VI e uma relação conturbada entre os irmãos Pedro (Marcos Pasquim) e Miguel (Caco Ciocler), já que o segundo é secretamente apaixonado pelo primeiro.

“Velho Chico”

Domingos Montagner e Camila Pitanga como os protagonistas de

Domingos Montagner e Camila Pitanga como os protagonistas de “Velho Chico”

Foto: Divulgação/TV Globo

A trama das 21h “Velho Chico” pode não ter agradado tanto o público, mas foi um sucesso de crítica. A novela, contada as margens do Rio São Francisco, tem nas águas um personagem, marcando o encontro e desencontro dos protagonistas. A fotografia de “Velho Chico”, assim como “Cordel Encantado”, destacava as belezas, e durezas do cenário.

“Liberdade, Liberdade”

Andréia Horta e Bruno Ferrari foram os protagonistas de

Andréia Horta e Bruno Ferrari foram os protagonistas de “Liberdade, Liberdade”

Foto: Globo/João Miguel Júnior

A novela das 23h “Liberdade, Liberdade” também contava com personagens históricos. A história gira em torno de Joaquina (Andreia Horta), filha de Tiradentes (Thiago Lacerda). Ela vive por ideias libertários parecidos aos do pai, em um período de ebulição nacional, que culmina na Independência do Brasil. Ela foi criada em Portugal, mas retorna ao país exatamente nesse período, e acaba se tornando um símbolo da luta contra a Coroa Portuguesa.

“Espelho Mágico”

“Espelho Mágico” retratou uma novela dentro de outra novela em 1977

Foto: Divulgação/TV Globo

A novela dentro da novela. Essa é a premissa de “Espelho Mágico”, que mistura ficção, com realidade, com ficção. A ideia é explorar os conflitos de atores, diretores, autores e jornalistas, onde muitas tramas podem refletir a realidade que os personagens estão passando. A novela traz o casal Tarcísio Meira e Glória Menezes, além, de Daniel Filho interpretando, veja, um diretor. “Espelho Mágico” mostra os bastidores das gravações de Coquetel de Amor, que acaba espelhando na TV os conflitos vividos por trás das câmeras.

“O Profeta”

Thiago Fragoso podia ver o futuro em

Thiago Fragoso podia ver o futuro em “O Profeta”

Foto: Divulgação/TV Globo

Outra produção voltada ao sobrenatural assim como “A Viagem”, “O Profeta” conta a história de Marcos (Thiago Fragoso), um jovem que consegue prever o futuro. A morte de um personagem, Camilo (Malvino Salvador) é o mistério principal, ao mesmo tempo que também retrata o sobrenatural, com Camilo tentando fazer a “passagem”.

Fátima Bernardes, ‘Tá no Ar’ e os melhores programas da TV aberta

Listamos os melhores programas da TV aberta brasileira. Tem espaço para humorísticos, jornalísticos, programas de auditório e mais; confira!

A televisão mantém uma programação constante. Exceto mudanças aqui e ali, em horários mais alternativos, pouco muda no que vemos na TV. A parte da manhã é mais dedicada a infantis, à tarde tomam conta os programas de fofoca e filmes, a noite o noticiário se mescla com a dramaturgia. Mas isso não significa que os programas não podem ser diferentes, ou de qualidade. Confira quais são, hoje, os melhores programas da TV aberta:

“Profissão Repórter”

Jornalístico está a quase 10 anos no ar, mostrando os bastidores das grandes reportagens

Jornalístico está a quase 10 anos no ar, mostrando os bastidores das grandes reportagens

Foto: Divulgação/TV Globo

Caco Barcellos é, sem dúvida, um dos maiores nomes do jornalismo atual. Responsável por grandes trabalhos de jornalismo investigativo, sendo o principal deles o livro “Rota 66”, Caco virou referência no assunto. Foi assim que, como um quadro no dominical “Fantástico”, começou o Profissão Repórter na TV aberta. A ideia do jornalístico era ir além da grande reportagem e mostrar os bastidores do jornalismo.

Quase dez anos depois, o programa continua relevante, mostrando temas que vão desde a migração do nordeste para São Paulo, passando pelos protestos que aconteceram no País nos últimos anos, até prostituição infantil.

“Encontro com Fátima Bernardes”

Fátima Bernardes promove debate sobre diversos temas que ainda são tabu no

Fátima Bernardes promove debate sobre diversos temas que ainda são tabu no “Encontro”

Foto: Reprodução

A jornalista Fátima Bernardes passou quase 15 anos à frente do “Jornal Nacional”. Depois disso, ela iniciou a carreira em um programa de variedades, estrelando o “Encontro”, onde leva atrações musicais nacionais, bem como artistas da emissora.

Fátima tem um público cativo de manhã e aproveita seu tempo no ar para discutir importantes assuntos que ainda são considerados tabu, como aborto e homossexualidade, entre outros. Com a presença de especialistas, a apresentadora permite um debate, não só entre os convidados, mas com o telespectador.

“Tá no Ar”

Humorístico

Humorístico “Ta no Ar” não perdoa nem os concorrentes, nem a própria emissora

Foto: Divulgação/Globo

O humorístico, também da Rede Globo, tem se destacado por suas esquetes que, além de divertir, tocam em várias feridas. O programa tem gerado muitos comentários nas redes sociais, aumentando seu alcance.

Comandado por Marcelo Adnet, que parece ter finalmente se encontrado na emissora, o “Tá no Ar” conta com um elenco e escritores de primeira linha, incluindo Marcius Melhem e Danton Mello. As piadas não perdoam nem mesmo a emissora, com quadros que tiram sarros de vários programas da casa como “Big Brother” e “Escolinha do Professor Raimundo”.

“Amor & Sexo”

“Amor e Sexo” melhora a cada ano, trazendo temas pertinentes para o debate

Foto: Reprodução/Globo

O programa comandado por Fernanda Lima já está no ar há oito anos, e parece só melhorar com o tempo. Com o objetivo de ampliar o debate sobre sexo e desmistificar o tema, “Amor & Sexo” também debateu vários tabus, como gostos sexuais peculiares, posições sexuais, sexo na terceira idade, entre outros.

A última temporada também teve muito destaque por ir além dos temas de sexo, e tratar de inclusão. Violência contra as mulheres, identidade de gênero e educação sexual foram alguns dos temas abordados. Os convidados que passaram pelo programa ao longo dos anos incluem José Loreto, Juliana Paes, Alexandre Nero, Glória Maria e o marido da apresentadora, Rodrigo Hilbert.

“Chaves”

“Chaves” se tornou um clássico e não sai da programação, mesmo sem novos episódios desde os anos 80

Foto: Divulgação

Sucesso desde sua estreia no Brasil, “Chaves” nunca deixou o programação do SBT, mesmo sem ter um episódio novo gravado desde 1980. Fenômeno no país, “Chaves” se tornou um clássico da cultura pop, angariando fãs a cada geração.

A história do menino órfão que vive num barril em uma vila conquistou e ainda conquista a todos. Com personagens tão inocentes quanto divertidos, a criação de Roberto Bolaños se estendeu ainda para o super-herói nada heroico “Chapolin Colorado”.

“Masterchef”

Os três chefes e a apresentadora Ana Paula Padrão estão a frente da competição culinária que faz sucesso nas redes

Os três chefes e a apresentadora Ana Paula Padrão estão a frente da competição culinária que faz sucesso nas redes

Foto: Divulgação/Band

Reality shows são presença constante na programação da TV aberta. Big Brother, Aprendiz, Troca de Família são alguns exemplos que que circularam e circulam ao longo dos anos. Porém, um que tem chamado muita atenção desde sua estreia é o “Masterchef”, da Band.

Apresentado por Ana Paula Padrão, o programa tem os como protagonistas os jurados Paola Carosella, Érick Jacquin e Henrique Fogaça, com personalidades fortes e sem papas nas línguas. O formato culinário é menos tradicional e acaba suprindo a grande leva de estrangeiros que enchem a TV paga. Com edições infantis e profissionais, o programa não sai da grade de programação da emissora, e já é um dos favoritos de público e da internet.

“Programa do Porchat”

Fábio Porchat tem talk-show na Record que acerta no texto e nas piadas

Fábio Porchat tem talk-show na Record que acerta no texto e nas piadas

Foto: Reprodução/Facebook

Outro modelo americano que tem se popularizado é o de talk-shows. Se Jô Soares reinava absoluto nessa área, hoje ele tem uma série de sucessores, como o “The Noite” do Danilo Gentili e o Adnight, de Marcelo Adnet. Chegando mais recentemente no formato está Fábio Porchat, que estreou na Record em 2016.

Com afinidade para a comédia, respostas rápida e afiada e bom roteiro, Porchat caiu nas graças dos espectadores. As esquetes também são bem pensadas e conseguem suprir a falta de grandes estrelas globais, que dificilmente conseguem comparecer a emissora concorrente.

“Cocoricó”

Infantil da TV Cultura sabe se renovar e se mantém atual%2C 20 anos após estreia

Infantil da TV Cultura sabe se renovar e se mantém atual, 20 anos após estreia

Foto: Divulgação/TV Cultura

A TV aberta tem um público muito vasto, alcançando da primeira a terceira idade. Sendo assim, não é possível deixar de fora um infantil e, entre tantos desenhos animados exibidos pelas emissoras, a produção nacional “Cocoricó” se destaca.

Apesar de manter o aspecto dos fantoches nos personagens desde o começo, o infantil soube se renovar desde sua estreia em 1996. Com a temática do campo, a história é protagonizada por Júlio e seus amigos, entre eles um cavalo, uma vaca e duas galinhas. Uma das principais sacadas do programa nos últimos anos, foi aliar o programa ao mundo digital. “Cocoricó” conta com um aplicativo que promove a interação das crianças para além do que se passa na TV. Outro destaque da atração é a trilha sonora, que se utiliza de ritmos brasileiros para educar e instruir as crianças.

“Máquina da Fama”

Apresentado por Patricia Abravanel,

Apresentado por Patricia Abravanel, “Máquina da Fama” teve formato sopiado pela Globo

Foto: Amanda Bozza/iG

Apresentado por Patrícia Abravanel, o “Máquina da Fama” tem uma premissa simples: convidar os famosos para interpretar outros famosos. Porém, o divertido fica por conta da grande caracterização, ensaios, danças e cenário.

Os participantes são julgados e recebem notas, levando um prêmio em dinheiro de acordo com a sua colocação. O formato deu tão certo que, recentemente, a Globo adaptou-o para o quadro “Show dos Famosos” no “Domingão do Faustão”.

“Bom Dia Brasil”

Ana Paula Araújo e Chico Pinheiro à frente do 'Bom Dia Brasil'

Ana Paula Araújo e Chico Pinheiro à frente do ‘Bom Dia Brasil’

Foto: Divulgação

Acordar cedo de manhã e enfrentar o transporte público para chegar ao trabalho não é tarefa fácil. Fazer isso enquanto encaramos as difíceis notícias do dia a dia, é mais complicado ainda, mas tem que ser feito. Por isso, é bom contar com um noticiário mais leve, e essa é a proposta do “Bom Dia Brasil”, no ar na TV aberta desde 1983. Hoje comandado por Chico Pinheiro e Ana Paula Araújo, o matinal dá mais espaço para comentaristas e análises dos últimos acontecimentos.

Christiane Torloni se envolve em confusão em restaurante paulistano

A atriz Christiane Torloni se irritou com o barulho de uma das mesas no restaurante Le Vin, em São Paulo, e ameaçou chamar a polícia

A atriz Christiane Torloni se envolveu em uma grande confusão no restaurante Le Vin, localizado no bairro dos Jardins, na capital de São Paulo. De acordo com as informações da coluna Mônica Bergamo, publicada na edição do jornal Folha de São Paulo desta quarta-feira (26), a atriz, que jantava no local, se irritou com um grupo que começou a gritar e falar palavrões em uma das mesas.

Christiane Torloni se envolveu em confusão em um restaurante nos Jardins (SP) e ameaçou chamar a polícia

Christiane Torloni se envolveu em confusão em um restaurante nos Jardins (SP) e ameaçou chamar a polícia

Foto: Divulgação

Christiane Torloni chegou a reclamar com a gerência, mas, segundo a colunista, o gerente afirmou que não poderia fazer nada, visto que, assim como a atriz, eles eram clientes da casa. Enfurecida, a atriz ameaçou chamar a polícia, já com o telefone na mão.

Foi só nesse momento que uma acompanhante do grupo barulhento veio até a mesa de Christiane explicar que seu companheiro tomava remédios e havia bebido, por isso estava fazendo tanto barulho. Para o jornal, o restaurante Le Vin afirmou que lamenta o ocorrido e que o “gerente tomou as medidas cabíveis ao identificar o desentendimento”.

Outras polêmicas da atriz

Essa não é a primeira vez que a atriz se envolve em polêmicas e vai parar na mídia. Em 2015, a atriz se envolveu em uma briga com comissários de bordo, ao surtar em um voo por não querer seguir as normas de segurança dentro do avião, dizendo que não iria guardar a bolsa no bagageiro.

Além disso, ela já foi acusada de racismo por uma figurinista negra da Rede Globo. De acordo com a Fátima, a figurinista, a atriz a teria tratado de forma discriminatória. Christiane, no entanto, nega a acusão, e a Rede Globo nunca se manifestou sobre o ocorrido.

Christiane Torloni também deu o que falar em sua polêmica entrevista durante o Rock in Rio, quando preferiu a famosa frase “Hoje é dia de rock, bebê!”.

Internautas detonam Rihanna por brincadeira com a Rainha da Inglaterra

A cantora tentou fazer uma homenagem para a Rainha Elizabeth, mas a brincadeira deu errado e seguidores a atacaram por ser desrespeitosa

O sonho de muita é receber uma homenagem de aniversário feita por Rihanna, mas parece que nem sempre é possível agradar gregos e troianos. A cantora publicou várias montagens para celebrar o aniversário de 92 anos da rainha Elizabeth, porém muitos de seus seguidores não gostaram e acharam que a artista foi desrespeitosa com a realeza.

Rihanna faz montagens com a cabeça da Rainha da Inglaterra e é detonada nos comentários das publicações

Rihanna faz montagens com a cabeça da Rainha da Inglaterra e é detonada nos comentários das publicações

Foto: Reprodução

Pegou mal

Em uma brincadeira para parabenizar a rainha Elizabeth por seus 92, completados na última sexta-feira (21), Rihanna fez várias montagens em que colocou a cabeça da rainha no seu corpo e ainda escreveu “os invejosos dirão que é photoshop” na publicação mais recente.

Reações negativas

Muitos dos seguidores de Riri nas redes sociais não aprovaram a atitude da cantora e acharam o gesto desrespeitoso com a realeza britânica. Algumas das críticas que ela recebeu nos comentários foram “agora você está nos noticiários… Achou engraçado? Ou apenas idiota? Pilantra publicitária! Isso vai ter volta em você, sua garota estúpida”, “isso é rude, sabe? Não é engraçado. Ela é avó de alguém. Imagine se fosse a sua!”, disseram alguns dos internautas revoltados com as montagens de Rihanna.

Dicas para integrar a sua adega na decoração

Como as pessoas gostam de apreciar bons vinhos, as adegas estão cada vez mais em alta nas casas e apartamentos.

Tanto os vinhos tintos, quanto os brancos precisam de uma atenção especial toda vez que elaboro algum projeto de adega. Eu sempre recomendo, se possível, pouca incidência de luz e calor, portanto, deve-se evitar a proximidade com janelas. Além disso, é preciso pensar no tamanho para que não sobre e nem falte espaço, e para que a adega fique proporcional ao ambiente.

Com esses detalhes em mente, você pode colocar em prática o modelo que mais combine com o seu estilo de vida. Separei abaixo alguns projetos para mostrar para vocês!

Charme e elegância…foram as palavras-chave para a criação dessa adega integrada à sala de jantar. Então, escolhi posicioná-las em um móvel de marcenaria feito sob medida em frente à sala de jantar. Portanto, criei um painel que une as duas funções e a torna parte da decoração.

Para aproveitar totalmente o local, coloquei um móvel de marcenaria personalizada em que é possível guardar as garrafas em nichos na parte inferior. Já a parte superior, eu optei pela função de bar, com uma bandeja para apoiar taças e bebidas, bem como recorte no tampo para o balde de gelo.

A leveza desse móvel se deu por conta da lateral de vidro, que permite a iluminação vazar para o restante do apartamento.

Dicas de como combinar cortinas em sua casa

As cortinas são lindas e possuem o poder de mudar completamente a “cara” de um cômodo por conta das variedades de cores, formas e tecidos que apresentam.

Por isso, acredito que elas são indispensáveis na decoração, além da vantagem de conseguirem barrar a entrada de luz, vento, e trazerem requinte e elegância ao local.

Confira os exemplos!

Em primeiro lugar, o mais importante é saber as dimensões do espaço, medir o tamanho das aberturas e entender a finalidade da cortina na decoração. Nesse projeto, investi em dois tipos diferentes, sendo uma para a janela e outra para a porta do terraço.

No caso da janela, o mais recomendado é utilizar uma cortina Romana que é feita de tecido e cordas que permitem o fechamento em camadas. Ela não deve atingir o chão, diferentemente do modelo longo da outra janela que abre para os dois lados e que vai do teto até o piso. Esse tipo dá mais elegância e sensação de amplitude ao living, além de ser mais fácil de manusear.

As cortinas não servem apenas para as janelas, mas igualmente como divisórias de ambientes. No projeto selecionado, apostei em uma peça para segregar a sala de jantar da varanda. Caso você tenha visitas e deseje aumentar a área social, também existe a opção de prendê-la. Repare como ela traz sutileza e transforma a decoração! A cor deste item deve combinar com os móveis e objetos, e sendo assim, prefiro a tonalidade neutra, já que amplia e clareia a sua casa! Sempre digo que elas “são funcionais e proporcionam um lugar mais alegre e elegante”.

Penso que essas dicas podem ser muito úteis e ajudar vocês a montar a decoração com cortinas perfeitas! Tenho certeza que terão a casa dos sonhos e cheia de personalidade! Vejo vocês na semana que vem! Até lá!

Neil Gaiman vai além do universo dos super-heróis em ‘Mitologia Nórdica’

Neil Gaiman procurou ser fiel as lendas originais em “Mitologia Nórdica”, mas derrapa por errar em questões técnicas da narrativa que comprometem livro

Se seu conhecimento sobre as lendas e deuses nórdicos veio das histórias dos heróis da Marvel saiba que você não é o único – o próprio Neil Gaiman na introdução de “Mitologia Nórdica” confessa que seu interesse por esse universo começou com os quadrinhos escritos por Jack Kirby. Assim, com uma ampla pesquisa sobre as raízes dessas lendas, Gaiman consegue, em pouco menos de 300 páginas, atualizar essas narrativas centenárias para um ritmo atual e de fácil compreensão.

''Mitologia Nórdica''%2C de Neil Gaiman%2C reconta as lendas de deuses e heróis nórdicos de forma atual em contos curtos

”Mitologia Nórdica”, de Neil Gaiman, reconta as lendas de deuses e heróis nórdicos de forma atual em contos curtos

Foto: Divulgação

Mitologia Nórdica” reúne vários contos que vão do começo ao fim – Neil Gaiman cobre desde a criação do universo até o final de tudo, o Ragnarök, equivalente ao apocalipse onde, em uma batalha épica entre os deuses, a história chega ao seu fim. Focado em Thor e Loki, principalmente, “Mitologia Nórdica” abre as portas de um mundo cheio de lutas, aventuras e, sobretudo, as trapaças armadas por Loki. Feito para iniciantes no tema, Gaiman acertou ao contar, do seu modo, até mesmo as coisas mais simples: qual origem do martelo de Thor, o Mjölnir? Quem são os gigantes inimigos dos deuses de Aesir? Por que os outros deuses se voltam contra Loki? Mesmo que os contos do livro estabeleçam uma relação de continuidade, são autossuficientes e completos em si mesmos.

Em “Mitologia Nórdica” o autor assumiu uma postura quase didática: sendo ele mesmo um entusiasta dessas lendas, Neil Gaiman se propõe a “cavar” o máximo que pôde para se aproximar, na medida do possível, das histórias originais e a partir delas criar versões mais atuais. Manter-se fiel às lendas nórdicas e à sua pesquisa foi, sem dúvida, um dos maiores acertos do autor ao tratar de um assunto tão complexo. O glossário no final do livro com nomes e termos recorrentes nas jornadas dos personagens é de grande ajuda, principalmente para leitores brasileiros que não tem nenhuma familiaridade com o tema.

Estilo pedestre

Neil Gaiman atualiza lendas em

Apesar de ser um bom livro, “Mitologia Nórdica” está longe de ser uma obra prima do autor. Gaiman é um ótimo contador de histórias, isso é indiscutível, porém peca em questões mais maduras na hora de se trabalhar com um livro: se você espera encontrar grandes proezas narrativas vai se decepcionar com a simplicidade da obra que chega a ser quase pobre – para quem gosta de se desafiar com um livro, então, o estilo narrativo pedestre é um grande problema. “Mitologia Nórdica” é um trabalho de entretenimento, uma leitura muito rápida e agradável, mas não consegue ir além desse aspecto e não consegue ultrapassar os limites para ser um trabalho mais primoroso como literatura.

Os diálogos entre os personagens são excessivos e quase redundantes, fazendo com que, em determinada altura, fique cansativo continuar lendo. Na tentativa de fazer algo de fácil compreensão, faltou sensibilidade estilística e técnicas expositivas mais maduras para expor as histórias. Muitas das conversas entre os deuses, gigante e criaturas são dispensáveis ou se resolveriam em poucas linhas caso Gaiman optasse, por exemplo, em estruturar os fatos de forma mais densa e com maior riqueza de informações. No capitulo “O Hidromel da Poesia”, quando Odin conversa com um gigante, fica claro que o uso indiscriminado do discurso livre é prejudicial para o curso da história. O autor precisa abandonar as fórmulas dos quadrinhos, nesse sentido, para poder agregar mais em seus contos.

Apesar desses descompassos que, para um leitor mais experiente, afetam consideravelmente a qualidade final do livro, “Mitologia Nórdica” é uma boa introdução para um tema tão vasto quanto as lendas que traduzem a origem cultural de um povo, mas não pode ser considerado como um grande trabalho literário. Neil Gaiman acertou nas histórias e consegue instigar a curiosidade do leitor para avançar nesse território além do clássico Thor da Marvel.

Rihanna ultrapassa 800 mil vendas e recebe selo de dupla platina

Lançado há mais de um ano, “Anti” ainda está rendendo; rapper PartyNextDoor revelou placa especial que a cantora receberá pelo álbum

Rihanna está sempre os artistas que mais chamam a atenção por seu trabalho – e não é para menos: a cantora, a cada semana, conquista novos títulos e fica mais perto de se tornar uma lenda viva da música pop. O rapper PartyNextDoor, parceiro da barbadiana em diversas músicas, publicou em seu Instagram ma foto da placa que consagra o álbum “Anti” com o selo de dupla platina – certificação que corresponde a mais de 800 mil cópias vendidas de seu trabalho.

Com álbum ''Anti''%2C Rihanna conquista selo dupla platina pelas vendas do álbum%3B veja a placa recebida pela cantora

Com álbum ”Anti”, Rihanna conquista selo dupla platina pelas vendas do álbum

Foto: Divulgação

Dupla platina

Desde que foi anunciado, “Anti”, oitavo álbum de estúdio de Rihanna, já era uma promessa na música e, desde então, ele se provou ser um de seus melhores trabalhos e suas músicas estão surpreendendo – mesmo mais de um ano após seu lançamento, as canções continuam entre as mais tocadas das paradas. Agora a cantora conquistou mais um título: ultrapassando a marca de 800 mil cópias, “Anti” será certificado com o selo dupla platina, conforme mostra a placa na publicação do rapper PartyNextDoor, que colaborou com a artista no seu grande sucesso “Work”, em parceria com Drake.

Nomeações

O prêmio Billboard Music Awards já teve seus concorrentes desse ano anunciados e, como já era de se esperar, Rihanna e Drake lideram a lista de indicações da cerimônia desse ano. Riri está disputando nada menos que 14 categorias diferentes – e se ganhar em dez delas irá ultrapassar o recorde de Taylor Swift, que coleciona 21 estatuetas do evento.

A decoração na tela do computador

Profissional cria serviço online e mais acessível. Despesas podem ser até 40% menores em comparação a um projeto tradicional

Quem não tem dúvida quando o assunto é decorar, né? E, principalmente, quando os espaços são mais compactos. Como aproveitar cada cantinho? Que tamanho de sofá comprar? E a mesa, para quantos lugares? Aquela parede branca, que pede uma pintura diferente. Mas de que cor? Essas são apenas algumas das muitas perguntas de quem compra ou aluga um imóvel, mas não pode ou não quer contratar um arquiteto. Porém, gostaria de ter a assessoria de um profissional. Outra situação são pessoas que têm um imóvel, residencial ou comercial, em outra cidade e não têm tempo de ir até o local contratar um arquiteto.

Nesses casos, a solução pode ser contratar um serviço ‘express’, com preço diferenciado, mais rápido, à distância e com a possibilidade de pagar no cartão de crédito. De acordo com a arquiteta Larissa Lóh, que oferece o serviço ‘Lóhve’ em seu site, os preços podem ser de 25% a 40% menores que um projeto tradicional. “Além disso, a pessoa não precisa contratar a execução juntamente com o projeto, que é o acompanhamento da obra pelo arquiteto. Este serviço também pode ser feito, mas não é obrigatório, tornando-o ainda mais acessível. Outra vantagem é que o ‘Lóvhe’ também está disponível para ambientes comerciais, como escritórios e recepções, entre vários outros. E que tal dar de presente de formatura um projeto de uma sala comercial ou um cantinho da casa para aquele casal que acabou de trocar alianças? É um novo perfil de consumidor que surgiu e precisa de uma consultoria”, avalia.

Na prática, funciona assim: o cliente fotografa o ambiente sob vários ângulos. Depois, faz um esboço especificando todas as medidas do espaço, completando com ideias, desejos e mobiliário que quer manter, adicionar ou trocar. Se tiver imagens de referência e detalhes, pode incluí-los para que a arquiteta entenda melhor o estilo do morador. Depois, basta enviar as informações e os arquivos por meio de um formulário no próprio site. “Logo em seguida, o cliente recebe um orçamento. E, se estiver de acordo, efetua o pagamento online, com toda comodidade e segurança. Após o pagamento, agendo uma conversa por telefone ou Skype para esclarecer alguns detalhes e conhecer melhor as necessidades dele. Em 15 dias úteis após nossa conversa, ele recebe o projeto totalmente personalizado”, explica Larissa.

É muito provável que, neste meio-tempo, surjam várias dúvidas. Por isso, antes de fechar o projeto final, a arquiteta envia diversas referências e uma ideia de layout. “Só após a aprovação desta fase inicial o projeto é fechado. Porém, se ainda houver qualquer pergunta, ela pode ser respondida por e-mail ou por uma conversa via Skype. Também envio links de sites onde as peças que sugeri podem ser compradas, o que facilita ainda mais a execução do espaço”, diz a arquiteta.

Scroll To Top