Home / Tag Archives: notícias

Tag Archives: notícias

Feed Subscription

‘The Walking Dead’ terá dois novos personagens na próxima temporada

De acordo com o site “TV Line”, AMC procura dois homens para interpretarem personagens misteriosos na 8ª temporada da série

A oitava temporada de “The Walking Dead” promete muitas novidades, entre elas dois novos personagens bem misteriosos. De acordo com o site TVLine, a emissora AMC está buscando dois homenes para interpretarem os personagens no novo ano da série.

“The Walking Dead” terá dois novos personagens misteriosos na nova temporada, prevista para outubro

Foto: Divulgação

O primeiro deles é Dillon, que é descrito como um trabalhador de 20 e poucos que tem boas habilidades de sobrevivência, entre elas o sarcasmo. Já o outro personagem que entrará em “The Walking Dead” na nova temporada é Abbud, descrito como um adorável muçulmano, mas que tem os nervos à flor da pele, o que o fez andar sozinho por muito tempo.

Essas foram as únicas informações divulgadas sobre os novos personagens, mas os fãs já começaram as especulações. A tendência é que Dillon e Abbud façam parte do grupo de mocinhos da série.

Os espectadores mais fervorosos da série já estão imaginando os pares dos personagens. Para eles, Dillon será meio parecido com Spencer (Austin Nichols), enquanto Abbud pode ser um daqueles personagens que aparecem só para morrer. O próprio anúncio do casting, aliás, indica isso: a produção deixou claro que o ator escolhido para viver Dillon pode ter um contrato que dura mais de uma temporada.

A todo vapor

As filmagens da oitava temporada da série da AMC começaram nesta semana e estão a todo vapor. Em entrevista ao site americano Entertainment Weekly, o showrunner Scott Gimple disse que o novo ano da produção será diferente dos anteriores e aqueles episódios que contava uma história avulsa serão deixados de lado.

“As coisas vão andar e possivelmente não teremos mais aqueles mergulhos profundos nos personagens em episódios únicos. Vamos mostrando as peças a medida que a história avança”, disse o produtor.

A oitava temporada de “The Walking Dead” está prevista para ser lançada em outubro deste ano. O programa é exibido no Brasil pelo canal fechado Fox.

“A viagem” e outras produções com histórias e estruturas diferentes

“A Viagem” e “Vamp” são algumas das novelas com história inovadoras. Confira as novelas e minisséries que abusam da criatividade

Novelas, principalmente do horário nobre, normalmente são feitas para refletir a sociedade. Isso acaba engessando um pouco o modelo, e trazendo personagens parecidos de uma trama para outra: alguém do bem, ganancioso, apaixonado, etc. Outros horários, no entanto, conseguem ousar mais em sua história, e acabam tendo a oportunidade de criar mundos e enredos diferentes. É o caso de “Novo Mundo”, por exemplo, que mistura personagens históricos, como D. Pedro I, junto com figuras fictícias. Outros folhetins também investiram em tramas bem diferentes, como “A Viagem” e “Vamp”.

Relembramos as principais a seguir:

“A Viagem”

“A Viagem” mostrava o céu e o inferno, pela visão de um espírito

Foto: Divulgação/TV Globo

Baseado na filosofia espiritista de Allan Kardec, “A Viagem” tratou da vida após a morte, mostrando o céu e o inferno. A trama gira em torno do jovem Alexandre (Guilherme Fontes) que, depois de se matar, passa a infernizar a vida de quem ele culpa por seu trágico destino. Ele começa a se comunicar na terra com um médium que tenta o guiar para o bem. A história também mostra as dificuldades do casal Diná (Christiane Torloni) e Otávio (Antônio Fagundes) após a morte dele.

“Cordel Encantado”

“Cordel Encantado” foi original na fotografia e na maneira de contar a história

Foto: TV Globo

A produção encantadora da Rede Globo teve muito elementos inovadores, a começar pela fotografia. Baseada em literatura de cordel, a trama retrata o sertão com todas as suas cores e textura. O figurino e a trilha sonora também davam a novela características inovadoras. “Cordel Encantado” também utilizava figuras históricas como referência, a exemplo do cangaceiro Lampião, reimaginado como Coronel Herculano (Domingos Montagner).

“Meu Pedacinho de Chão”

'Meu Pedacinho de Chão' usou elementos lúdicos para contar sua história

‘Meu Pedacinho de Chão’ usou elementos lúdicos para contar sua história

Foto: Divulgação/Globo

A história de “Meu Pedacinho de Chão” poderia ser tradicional, a velha disputa entre adversário ideológicos, não fosse sua produção artística. Contada de maneira lúdica, a história traz figurinos e cenários divertidos e coloridos e alusões a fantasias como “O Sítio do Picapau Amarelo”. A protagonista Bruna Lizmayer tem o cabelo sor de rosa, enquanto Juliana Paes usava uma peruca no melhor estilo Maria Antonieta.

“Vamp”

Claudia Ohana interpretou a vampira Natasha em

Claudia Ohana interpretou a vampira Natasha em “Vamp”

Foto: Divulgação/TV Globo

“Vamp” misturava terror e comédia ao mostrar a vida do povo da cidade fictícia de Armação dos Anjos após a chegada de vampiros, como a cantora de rock Natasha (Claudia Ohana) e Vlad (Ney Latorraca). A divertida história contava ainda com Mrs. Penn Taylor, a caçadora de vampiros vivida por Vera Holtz.

Natasha vai a cidade a procura da Cruz de São Sebastião, única arma que pode derrotar Vlad. O herói da novela é o Capitão Jones, que em vidas passadas viveu um triângulo amoroso com a dupla de vampiros.

“Morde & Assopra”

“Morde & Assopra” misturou a modernidade dos robôs com os antigos dinossauros

Foto: TV Globo/Divulgação

“Morde & Assopra” mistura dois elementos adorados pela ficção científica, mas opostos: os jurássicos dinossauros, e os modernos robôs. A trama gira em torno de Júlia (Adriana Esteves), uma arqueóloga que viaja a pequena cidade de Preciosa atrás de ossos de dinossauros nunca antes encontrados. Ao mesmo tempo, o cientista Ícaro (Mateus Solano) tenta reconstruir sua falecida esposa Naomi (Flávia Alessandra) como robô.

“O Quinto dos Infernos”

Betty Lago interpretou a vilã histérica Carlota Joaquina em

Betty Lago interpretou a vilã histérica Carlota Joaquina em “O Quinto dos Infernos”

Foto: Divulgação/TV Globo

Assim como “Novo Mundo”, “Quinto dos Infernos” se baseia em fatos históricos, misturado com muita ficção. O tempo retratado também é o da família real portuguesa no Brasil. Carlota Joaquina (Betty Lago), inspirada em Maria Antonieta, é a grande vilã da história. Em meio a muita libertinagem e confusão, temos um retrato bem diferente dos livros de história.

A minissérie também trazia André Mattos como D. João VI e uma relação conturbada entre os irmãos Pedro (Marcos Pasquim) e Miguel (Caco Ciocler), já que o segundo é secretamente apaixonado pelo primeiro.

“Velho Chico”

Domingos Montagner e Camila Pitanga como os protagonistas de

Domingos Montagner e Camila Pitanga como os protagonistas de “Velho Chico”

Foto: Divulgação/TV Globo

A trama das 21h “Velho Chico” pode não ter agradado tanto o público, mas foi um sucesso de crítica. A novela, contada as margens do Rio São Francisco, tem nas águas um personagem, marcando o encontro e desencontro dos protagonistas. A fotografia de “Velho Chico”, assim como “Cordel Encantado”, destacava as belezas, e durezas do cenário.

“Liberdade, Liberdade”

Andréia Horta e Bruno Ferrari foram os protagonistas de

Andréia Horta e Bruno Ferrari foram os protagonistas de “Liberdade, Liberdade”

Foto: Globo/João Miguel Júnior

A novela das 23h “Liberdade, Liberdade” também contava com personagens históricos. A história gira em torno de Joaquina (Andreia Horta), filha de Tiradentes (Thiago Lacerda). Ela vive por ideias libertários parecidos aos do pai, em um período de ebulição nacional, que culmina na Independência do Brasil. Ela foi criada em Portugal, mas retorna ao país exatamente nesse período, e acaba se tornando um símbolo da luta contra a Coroa Portuguesa.

“Espelho Mágico”

“Espelho Mágico” retratou uma novela dentro de outra novela em 1977

Foto: Divulgação/TV Globo

A novela dentro da novela. Essa é a premissa de “Espelho Mágico”, que mistura ficção, com realidade, com ficção. A ideia é explorar os conflitos de atores, diretores, autores e jornalistas, onde muitas tramas podem refletir a realidade que os personagens estão passando. A novela traz o casal Tarcísio Meira e Glória Menezes, além, de Daniel Filho interpretando, veja, um diretor. “Espelho Mágico” mostra os bastidores das gravações de Coquetel de Amor, que acaba espelhando na TV os conflitos vividos por trás das câmeras.

“O Profeta”

Thiago Fragoso podia ver o futuro em

Thiago Fragoso podia ver o futuro em “O Profeta”

Foto: Divulgação/TV Globo

Outra produção voltada ao sobrenatural assim como “A Viagem”, “O Profeta” conta a história de Marcos (Thiago Fragoso), um jovem que consegue prever o futuro. A morte de um personagem, Camilo (Malvino Salvador) é o mistério principal, ao mesmo tempo que também retrata o sobrenatural, com Camilo tentando fazer a “passagem”.

Documentário sobre Maria Martins a destaca entre os maiores artistas brasileiros

A escultora Maria Martins tem sua trajetória contada em “Maria: Não Se Esqueça Que eu Venho dos Trópicos”, destaque do festival É Tudo Verdade

“A leitura feminista do século XX trouxe para o primeiro plano artistas que eram consideradas marginais por que não faziam parte da história patriarcal”. A frase é de Carolyn Christov-Bakargiev, historiadora, escritora e curadora americana, dita em cena do documentário “Maria: Não Se Esqueça Que eu Venho dos Trópicos”. Ela utiliza essa frase para explicar o contexto no qual Maria Martins estava inserida.

Um dos maiores expoentes da escultura da primeira metade do século, Maria foi de tudo um pouco, mas seu reconhecimento, principalmente no Brasil, demorou a chegar. Morta em 1973, Martins ganha seu primeiro documentário, dirigido por de Francisco C. Martins e em exibição no Festival “É Tudo Verdade”.

Maria Martins entre suas obras. Carreira da artista é retratada em documentário exibido no Festival

Maria Martins entre suas obras. Carreira da artista é retratada em documentário exibido no Festival “É Tudo Verdade”

Foto: Divulgação

Uma pesquisa rápida na internet comprova que o mundo cibernético pouco sabe sobre Maria. E que pena. O documentário vem em boa hora, quando mulheres buscam, mais do que nunca, exemplos femininos em que se inspirar. E Maria Martins é inspiradora.

O filme mostra sua infância em berço de ouro, mas logo se dedica ao primeiro grande “escândalo” de sua vida: o desquite do então marido Otávio Tarquínio de Sousa e subsequente casamento com o embaixador Carlos Martins. A vida de embaixatriz levou Maria para muitos lugares no mundo, mas também a aprisionou em um mundo que não a pertencia. Foi assim, tentando escapar da missão de “boa embaixatriz”, que, vivendo na Bélgica, Maria começou a ter aulas de escultura. Seu trabalho começou a dar frutos, mas foi quando se mudou com o marido para os Estados Unidos que sua carreira mudou de vez.

A vida de Maria é fascinante, e o documentário faz questão de mostrar isso. Contato com Carmen Miranda, pedidos de JK para Brasília, visita a Frida Kahlo, amizade com Picasso e relação com políticos americanos, tudo isso é mostrado no longa. Mas o que impressiona mesmo, além do talento de Maria, é claro, é a liberdade com que ela circulava pelo meio artístico, em um período em que ser uma mulher independente era algo raro.

Maria explorava e expunha a sexualidade em suas obras, e não demorou muito atraiu muitos artistas para o seu meio. O mais marcante deles foi o francês Marcel Duchamp, com quem manteve uma colaboração que ultrapassou as barreiras artísticas. O longa destaca, sem sensacionalismo, a provável relação entre os dois e o impacto que Maria teve na obra de Duchamp.

Reconhecimento

O documentário usa de artimanhas artísticas para dar o tom, como a trilha orquestrada para acompanhar a exibição de suas obras, além de encenar algumas de suas cartas e conversas com Duchamp, Clarice Lispector e artigos escritos para o jornal “Correio da Manhã”. Além disso, a atriz Malu Mader, que inicialmente dirigiria a obra, aparece em entrevista e revisitando suas obras em museus do mundo todo. Mas, esse recursos acabem sendo o ponto mais fraco do longa que, munido de um extenso acervo, entre fotos, imagens das obras, cartas e depoimentos da família, já consegue satisfazer a curiosidade por quem é Maria Martins.

Uma das obras mais famosas de Maria Martins%2C

Uma das obras mais famosas de Maria Martins%2C “O Impossível”

Foto: Divulgação

Ainda assim, esses momentos não estragam o documentário que, embora convencional na maneira linear e explicativa que retrata Maria Martins, também a engrandece e a destaca pelo que é: uma das maiores artistas brasileiras, e uma das maiores artistas surrealistas do mundo.

A trilogia ‘Angus’ conta a história de um herói com princípios

A trilogia medieval “Angus” está sendo relançada pela editora Novo Conceito, e traz o final épico da história do valoroso cavaleiro medieval Angus MacLachlan, em uma mescla de romance ficcional com fatos históricos da idade média. Falamos com Orlando Paes Filho, autor da série, para entender como funciona essa miscelânia entre ficção e realidade.

Angus

Angus

Foto: Divulgação

Orlando já atuou como representante da Marvel no Brasil, e afirma que a experiência foi bastante interessante, contudo, afirma que o mercado brasileiro ainda tem muito a melhorar, pois apesar de ser o segundo maior consumidor de quadrinhos, é o país em que os HQs custam mais caro e, por isso, tem menos variedade. Ele trouxe um pouco dessa experiência para a formatação da trilogia “Angus“.

Graças ao conhecimento adquirido através da Marvel, Orlando aprendeu a desenvolver o que chama de modelo de manual de marca de personagem da trilogia. Ele ainda explicou que trata-se de um livro completo com mais de mil ilustrações com poses e acessórios para que o personagem possa ser explorado comercialmente de diversas formas.

Não é o Thor

Além disso, ele também ressalta que, apesar de ser um herói nórdico, Angus não tem qualquer relação com Thor, personagem da Marvel. “O meu personagem é um cavaleiro cristão, os nórdicos são pagãos e são inimigos dos católicos. Os pagãos tinham por regra matar crianças e escravizar mulheres, coisas que os católicos abominam. Por isso, o paganismo não sobreviveu nem por cem anos. Já o cristianismo perdurou por mais de três mil anos”, esclareceu.

Quanto à questão da mescla entre história e ficção, ele garantiu que a trilogia está muito bem fundamentada quanto a isso, visto que o autor se dedica aos estudos desse importante período histórico há 40 anos, na Biblioteca do Mosteiro de São Bento, que conta com mais de 200 mil documentos históricos, que agem como fonte primária para os acontecimentos históricos relatados no livro.

Além disso, ele próprio tem seu acervo particular, que conta com cerca de 3 mil obras, entre elas, uma enciclopédia medieval britânica da Oxford, diversos livros de historiadores franceses, toda a obra de Santo Agostinho e São Tomas de Aquino, além de muito material sobre as cruzadas e livros sobre Constantinopla, que também aparece na trilogia. Há ainda nomes de peso como Carlos Magno e Alexandre, o Grande, que fundaram nações e não poderiam deixar de influenciar a história da trilogia.

Fascínio pela Idade Média

Autor rejeita a comparação de seu herói nórdico com Thor

Orlando contou que é apaixonado pela Idade Média e pelos cavaleiros daquela época, que agiam de acordo com seus princípios, passados de geração em geração, e isso resulta em uma grande crítica social, que interpela pela retomada da moral cristã.

“O ser humano é capaz de grandes realizações e de grande nobreza de caráter, isso tudo está documentado principalmente na Idade Média. Isso se perdeu, naquela época, o homem era teocrático, com Deusem primeiro lugar, garantindo o equilíbrio entre habilidade e ação. Quando o homem moderno abandona deus para tomar a frente de suas ideias particulares, ele inverte o processo e não tem noção da sua missão, da complexidade da criação e não tem ciência da relação correta de valores dentro da criação. Dessa forma, ele quer substituir Deus sem ter conhecimento, sem ter poder, e fica subjugado do trabalho, do dinheiro e da ciência, sendo que estes são feitos para servir ao homem. Por isso, temos violência gratuita, desprezo pela vida humana e muita corrupção”, explicou.

Universo nerd: será mesmo?

Apesar de ser vendido como um autor do universo nerd e geek, Orlando não gosta da denominação. Para ele, o termo nerd é extremamente pejorativo e busca manchar a imagem de quem se empenha nos estudos. “Pessoas que gostam de ler, de estudar, eu chamo esses jovens de pessoas que aderiram à alimentar sua inteligência, alimentar seus conhecimentos. Pessoas batalhadoras, esforçadas, não ganham de presente suas conquistas nos estudos”, explicou.

Ele vai além e faz uma crítica à sociedade atual. “Nerd é um termo pejorativo que a classe executiva inventou porque é uma categoria lavadora de cérebros, porque todo mundo tem que ser um vendedor no mais baixo nível, fazer MBA, falar inglês e vender alguma porcaria. Todo o resto que escapa disso é nerd, louco, bicho grilo, rockeiro, porque os executivos que são muito inseguros. Maestro é nerd. Cientista é nerd. Doutor em literatura é nerd. Qualquer um que não seja um vendedor de pneus é chamado de nerd”, divagou.

Além disso, ele também acredita que a construção social em torno do arquétipo do nerd foi uma estruturação feita pelo Tavistock Institute, localizado em Londres, que estuda os fenômenos da engenharia social e o modo como ela pode afetar as relações humanas em todos os níveis. Na visão do autor, isso criou uma busca pela desmotivação da leitura, da ciência e da curiosidade, fazendo com que todos se prendam à uma estrutura engessada, que não apresenta chances de crescimento para os indivíduos.

Relançamento

O relançamento da saga do cavaleiro mediavel – que antes contava com sete livros – se deve ao fato de que ela nunca chegou ao fim nas publicações originais. Com a trilogia “Angus”, o objetivo do autor é contar o final dessa história, que começou a se desenrolar nos anos 2000. O primeiro volume, “Angus – o primeiro guerreiro” segue similar ao começo da saga. Os dois livros seguintes, porém, são exclusivamente compostos por material inédito.

Além disso, ele também explicou porque preferiu adotar o formato de trilogia “Angus”. “Lançar sete livros no Brasil é muito demorado, os leitores mudam de faixa etária, e as editoras não gostam de temas medievais. Sendo assim, lançar uma trilogia é mais fácil para o leitor e para a editora sustentar”, finalizou.

O livro

Lançado pela editora Novo Conceito, sob o selo Novas Páginas, “Angus – o primeiro guerreiro” conta com 368 páginas e está disponível nas principais livrarias do país. O preço sugerido é de R$ 39,90.

Palco de Luan Santana desaba e cantor comenta o ocorrido

Palco do cantor desabou antes de show em Catanduva (SP) e deixou alguns feridos leves. Luan Santana comentou que faria o show nem que fosse na “capela”

Um acontecimento infeliz atrapalhou a apresentação que Luan Santana fez este sábado (22) em Catanduva, interior de São Paulo. Parte do palco desabou e seis de seus fãs tiveram ferimentos leves. Eles foram encaminhados ao hospital, onde foram atendidos e liberados. Em comentou o ocorrido em seu Instagram: “uma parte do palco desabou. Foi um susto. E sustos acontecem. Te pegam sempre de surpresa, senão não seriam sustos. Mas quem espera em Deus, protegido sempre está! E quem tem fãs como eu tenho, sabe o que é a força do amor. A nossa relação é como um casamento. Só assim podemos viver a magia do palco e fazer um show depois do que passamos no sábado. Cantanduva representou e Deus nos presenteou com uma noite linda de festa: eu e meus fãs, juntos, uma estrutura tão forte, mas tão forte, que pode vir terremoto, tempestade, tsunami…NADA vai conseguir derrubar”.

Palco do cantor Luan Santana desabou em Catanduva%2C São Paulo

Palco do cantor Luan Santana desabou em Catanduva, São Paulo

Foto: Reprodução/Instagram

Luan Santana publicou um vídeo nas comentou o ocorrido durante a apresentação: “hoje eu não pude apresentar para vocês um show glamoroso, cheio de luzes, cheio de equipamentos de última geração, que é o que a gente tinha preparado”, falou o músico. Ele comentou ainda que a equipe estava em dúvida se cancelaria o show e Luan prometeu se apresentar, “nem que seja só eu e um violão, não precisa nem ter luz, não precisa ter palco”.

Por fim, ele declarou seu comprometimento com os fãs: “quero que vocês saibam que foi do fundo do nosso coração e mesmo quando a gente não tiver armas nenhumas (…) pode ter certeza que eu vou fazer o show nem que for na capela para vocês”.

Programa

Luan Santana, que participou da estreia do “Música Boa Ao Vivo” na última semana, se prepara para estrear sue próprio programa no canal Multishow. O músico terá uma atração musical semanal, ainda sem nome, que deve estrear em Agosto, quando ele completa 10 anos de carreira.

Aos 74 anos, Susana Vieira posta foto sem maquiagem e ganha elogio de fãs na web

Aos 74 anos, a atriz dividiu com os admiradores por meio das redes sociais um clique de seu cotidiano e foi grandiosamente elogiada por muitos deles

Para muitas mulheres, a autoestima é uma parte do interior que precisa ser trabalhada e exercitada. No caso de Susana Vieira, a prática do amor próprio parece não ser o mínimo necessária pelo fato da atriz já ter provado por “a” mais “b” que isso é uma coisa que ela tem de sobra. Para comprovar esse traço da personalidade de um dos muitos grandes ícones de atuação da Rede Globo, é só dar uma olhada no último clique postado por Susana em seu Instagram oficial nesta segunda-feira (24). Sem usar um pingo de maquiagem, a intérprete foi grandiosamente elogiada por vários fãs que a acompanham na rede.

“Querida Bianca, minha professora de alongamento há 20 anos… Obrigada por tudo!”, escreveu Susana Vieira na postagem que fez no Instagram nesta segunda, 24

Foto: Reprodução/Instagram

Pela postagem, deu para notar que Susana Vieira fez apenas um simples registro de um dia completamente comum de sua rotina e é bem provável que a atriz não esperava um furor tão grande por parte de seus seguidores pelo simples fato de não estar usando no rosto uma base, lápis de olho ou um batom. Sem estar usando nenhum tipo de produto de maquiagem, a intérprete de 74 anos aproveitou o momento ao lado da professora de alongamento para realizar um clique sem parecer se incomodar com a cara lavada e só provou, mesmo de forma simples, que se amar é estar bem consigo mesmo acima de qualquer padrão estético.

Reações

Diante de um ícone global de atuação com o tamanho do sucesso trazido pela trajetória de Suana Vieira na televisão, seria difícil uma postagem dessa não render tantos comentários, obviamente que elogiosos em sua maioria. Ao se depararem com a postagem da celebridade, os fãs não pensaram duas vezes antes de lançar mão da gentileza e admiração e dispararem elogios na postagem da atriz. “Ela posta sem maquiagem porque é autêntica e verdadeira. Parabéns”, disse uma fã. “De cara limpa! Tá aí. Por isso amamos você”, escreveu mais uma admiradora.

Ex-Spice Girls revela que marido a excluiu de relação a três com babá

Mel B contou que ex-marido, Stephen Belafonte, quebrou o acordo de sexo a três que ambos tinham. Recentemente, cantora acusou o ex de agressão

Segundo o site de notícias de celebridades, TMZ, a cantora Mel B revelou que seu ex-marido, Stephen Belafonte, não a teria traído porque se relacionou com a babá de seus filhos, e sim, porque a excluiu de um acordo de sexo a três que eles tinham.

Belafonte teria contratado a babá Lorraine Gilles, e teria a convencido a fazer ménages durante um período de sete anos. Porém, segundo a ex-spice, Belafonte e Lorraine tiveram diversas relações sexuais sem Melanie.

Fontes ligadas a cantora também afirmam que Melanie ficou ressentida com o relacionamento dos dois, além de dizer que Belafonte a convenceu de fazer ménage com outras pessoas durante o período em que ficaram casados.

Recentemente, Lorraine entrou com uma ação na Justiça contra Mel B, acusando a cantora de difamação no processo de divórcio com o ex-marido.

No início de abril, a ex-Spice Girls acusou o ex-marido de agressão e chantagem. Segundo o depoimento feito para a polícia, Belafonte a teria agredido pelo menos três vezes, em ocasiões diferentes, além de chantagear a cantora, ameaçando divulgar vídeos íntimos do casal.

‘A Força do Querer’: Cibele encontra Ritinha e termina com Ruy

Os próximos capítulos da novela da nove promete esquentar cada dia mais e a família de Ruy descobrirá que Ritinha está grávida através de Bibi

“A Força do Querer” está se aprofundando cada vez mais em seus temas. Como já era de conhecimento de todos antes mesmo da novela estrear, Ritinha, personagem de Isis Valverde largaria Zeca (Marco Pigossi) para ficar com Ruy (Fiuk) e é o que vem acontecendo na trama.

Ritinha e Ruy fogem depois do casamento da moça com Zeca

Ritinha e Ruy fogem depois do casamento da moça com Zeca

Foto: Reprodução/Globo

Os últimos capítulos de “A Força do Querer” mostraram o término de Zeca e Ritinha, a reconciliação, o casamento e, por fim, a moça fugindo com Ruy depois de dizer “sim” ao padre.

O problema é que o personagem de Fiuk também tem seu compromisso e está de casamento marcado com Cibele (Bruna Linzmeyer). Pronto, a confusão está formada: o rapaz levou Ritinha para o Rio de Janeiro, mas a escondeu em sua casa de praia com a ajuda de Amaro (Pedro Nercessian). E agora, o que esperar?

A confusão está formada para Ritinha%2C que largou Zeca e agora está escondida no Rio de Janeiro

A confusão está formada para Ritinha, que largou Zeca e agora está escondida no Rio de Janeiro

Foto: Reprodução/Globo

Na sequência da novela, com início na segunda-feira (24), Cibele decide ir para a casa onde a moça está escondida e a encontra no local. Por sua vez, Ritinha conta sobre seu envolvimento com Ruy, a filha de Dantas vai embora e exige que a jovem vá com ela.

A personagem de Bruna Linzmeyer leva Ritinha à casa da família de Ruy e termina seu noivado, fazendo com que Joyce (Maria Fernanda Cândido) leve a sereia para a casa de Heleinha (Totia Meireles). Qual será o futuro da moça?

Gravidez

Como se não bastasse toda essa confusão, ainda tem a gravidez de Ritinha, que já é de conhecimento de Ruy e o rapaz procura Cibele para contar, mas não tem coragem.

“A Força do Querer” de sábado (29) termina com Ritinha contando à Bibi (Juliana Paes) que está grávida e a mulher de Rubinho (Emílio Dantas) contando a “novidade” para a família de Ruy.

Rihanna ultrapassa 800 mil vendas e recebe selo de dupla platina

Lançado há mais de um ano, “Anti” ainda está rendendo; rapper PartyNextDoor revelou placa especial que a cantora receberá pelo álbum

Rihanna está sempre os artistas que mais chamam a atenção por seu trabalho – e não é para menos: a cantora, a cada semana, conquista novos títulos e fica mais perto de se tornar uma lenda viva da música pop. O rapper PartyNextDoor, parceiro da barbadiana em diversas músicas, publicou em seu Instagram ma foto da placa que consagra o álbum “Anti” com o selo de dupla platina – certificação que corresponde a mais de 800 mil cópias vendidas de seu trabalho.

Com álbum ''Anti''%2C Rihanna conquista selo dupla platina pelas vendas do álbum%3B veja a placa recebida pela cantora

Com álbum ”Anti”, Rihanna conquista selo dupla platina pelas vendas do álbum

Foto: Divulgação

Dupla platina

Desde que foi anunciado, “Anti”, oitavo álbum de estúdio de Rihanna, já era uma promessa na música e, desde então, ele se provou ser um de seus melhores trabalhos e suas músicas estão surpreendendo – mesmo mais de um ano após seu lançamento, as canções continuam entre as mais tocadas das paradas. Agora a cantora conquistou mais um título: ultrapassando a marca de 800 mil cópias, “Anti” será certificado com o selo dupla platina, conforme mostra a placa na publicação do rapper PartyNextDoor, que colaborou com a artista no seu grande sucesso “Work”, em parceria com Drake.

Nomeações

O prêmio Billboard Music Awards já teve seus concorrentes desse ano anunciados e, como já era de se esperar, Rihanna e Drake lideram a lista de indicações da cerimônia desse ano. Riri está disputando nada menos que 14 categorias diferentes – e se ganhar em dez delas irá ultrapassar o recorde de Taylor Swift, que coleciona 21 estatuetas do evento.

Pedro Paulo Rangel detona Record: ‘Me retrataram como inválido’

Nas redes sociais, o ator Pedro Paulo Rangel acusou a edição do “Domingo Show”, da TV Record, de sensacionalismo ao abordar sua doença pulmonar

O ator Pedro Paulo Rangel, de 68 anos, criticou a edição do programa “Domingo Show”, da TV Record, após a exibição de sua entrevista no último domingo (16). De acordo com ele, o programa vespertino manipulou informações e o retratou como um ator inválido e esquecido.

Pedro Paulo Rangel

Pedro Paulo Rangel

Foto: TV Globo / Gianne Carvalho

Em suas redes sociais, Pedro Paulo Rangel criticou o programa. “Que loucura é essa, TV Record?”, postou, referindo-se à entrevista que concedeu ao programa. ”Por que me trataram como um doente inválido?”, questionou. O ator é portador da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), mas afirmou que ela está sob controle e que nunca foi impedido de trabalhar.

”Minha DPOC está sob controle e nunca parei de trabalhar. A opção de não fazer mais novelas foi tomada por mim apenas porque já as fiz por 40 anos, então dou este carma como cumprido”, esclareceu por meio de suas redes sociais. Ele também afirmou que a reportagem tem inverdades sobre sua carreira, ao afirmar que ele está fora da TV há quatro anos, e que a informação sobre sua nova sitcom, “Prata da Casa“, foi omitida.

Em seu desabafo, o ator continuou com a sequência de esclarecimentos: “Não é verdade que não faço TV há quatro anos. Informação dada e cortada na edição. Nunca parei de fazer teatro. Fiz a peça ‘Histeria’ durante oito meses em São Paulo no ano passado”, garantiu.

Por fim, ele reafirmou que está longe da TV por opção e agradeceu o carinho dos fãs, mas deixou claro que repudia a forma como as informações foram manipuladas e o sensacionalismo utilizado pela emissora afim de atrair mais audiência. “Agradeço a todos que se preocuparam por mim em razão deste lamentável equívoco”, finalizou.

A sitcom “Prata da Casa”, que conta com a participação de Pedro Paulo Rangel, estreia no canal por assinatura Fox no próximo dia 10 de maio.

Scroll To Top