Home / Tag Archives: tv e novelas

Tag Archives: tv e novelas

Feed Subscription

‘Ciúmes’, saiba os limites para não invadir a privacidade do outro

Psicólogo fala sobre privaciade no relacionamento e como ciúme pode atrapalhar na relação pessoal e virtual do casal

Nas diversas relações humanas é comum um sentimento: o ciúme. Essa possessividade pode levar parceiros a invadirem o espaço do outro e o mundo virtual do outro. Sim, com a grande quantidade de redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, a vontade de monitorar o que o parceiro está vendo ou com quem está conversando é uma necessidade para muitas pessoas. Especialista explica até que ponto o ciúme é normal e dá dicas de como respeitar o espaço do outro.

Ciúme pode levar a pessoa a ler mensagens escondida do companheiro(a)

Ciúme pode levar a pessoa a ler mensagens escondida do companheiro(a)

Foto: Getty Images

Segundo o psicólogo e psicanalista Roberto Torres Junior, atualmente o período afetivo e sexual acontece com muita rapidez, ou seja, as relações tem mais fragilidade e acabam com mais facilidade. O ciúme é um dos fatores que arruinam muitos relacionamentos, e o psicólogo explica que isso acontece porque esse sentimento revela vários aspectos de uma relação, como a falta de confiança.

Ele acrescenta que aquele ciúme no começo da relação é algo normal, pois a pessoa ainda está conhecendo a outra, e isso costuma passar depois de um tempo. “Quando a coisa começa a avançar os limites, ou seja, se começa a querer seguir o outro, mexer no celular, ler e-mails é algo preocupante. É necessário uma conversa franca para saber se vão ou não compartilhar o que fazem nas redes”, diz Roberto.

Invadindo o espaço

A analista financeira Cristiane Rodrigues conta que costuma pegar o celular do marido para ler as conversas dele. “Leio por curiosidade, para saber de coisas que ele não me conta”, fala Cristiane. Ela também tem acesso a login e senha das redes sociais e do e-mail do companheiro. “No e-mail, costumo apagar algo que vejo e não gosto. No Facebook, eu excluo algumas notificações para ele não ver algumas marcações e comentários”, revela a analista financeira.

Ela explica que apaga todas as mensagens e registros telefônicos, pois o marido também pega o celular dela para ler as mensagens. “Tanto eu quanto ele lemos e depois comentamos o que vimos, aí gera discussão, porque comentamos com o outro o que vimos e não gostamos”, completa.

Roberto acredita que a conversa nesse caso é fundamental. Se você não quer que seu parceiro mexa em seu celular, é preciso dizer isso a ele. “Tudo depende de como cada um é, nas suas atitudes, no seu interior e na sua aceitação. Mexer no celular do outro sem autorização é considerado, sim, uma invasão de privacidade, pois tudo tem que ser respeitado”, ressalta o psicanalista.

Privacidade

O professor Marcos Oliveira (nome fictício) afirma que não conseguiria manter uma relação com uma pessoa que mexesse em seu celular sem autorização. “Eu preciso dessa privacidade. Se minha namorada lesse minhas mensagens sem eu deixar, nós provavelmente acabaríamos brigando”, diz.

Ele conta ainda que não pega o celular da namorada, mas fala que se ela colocasse uma senha no aparelho, não ia gostar.

Ainda na visão do psicanalista, um casal precisa acrescentar e somar, respeitando a individualidade e necessidade de privacidade. Ele ainda alerta que dentro de uma relação deve se tomar certos cuidados na hora que vai comentar ou postar algo nas redes sociais, pois o parceiro pode se sentir agredido ou desrespeitado com o conteúdo.

“A relação humana é muito complexa, mas tem que ser conversada e trabalhada. Cada um tem que colocar suas necessidades para o outro entender como é e, dessa forma, buscar algo saudável, um companheirismo, uma parceria, algo que se construa e que seja sem ciúmes”, conclui Roberto.

‘Marmita’, o que levar, como guardar e mais dúvidas respondidas

Quais os melhores alimentos para levar para o trabalho, como conservá-los e ideias de lanchinhos para sua marmita do dia-a-dia

Há tempos a marmita é a opção de diversas mulheres para o lanche do trabalho ou para a hora da fome no intervalo da faculdade. Para quem está de olho na balança ou busca uma alimentação saudável, preparar os alimentos e levá-los para o almoço ou jantar é uma garantia de qualidade (nunca saberemos quanto de sal o restaurante coloca na comida). Também vale para aquele momento que bate uma vontade comida caseira, com gostinho de mãe.

Marmita é uma ótima opção para manter a alimentação saudável fora de casa

Marmita é uma ótima opção para manter a alimentação saudável fora de casa

Foto: Divulgação

Seja qual sua razão para incluir a marmita na rotina, é sempre bom tomar alguns cuidados como: quais alimentos armazenar, como prepará-los, quanto tempo eles podem ficar sem refrigeração e outras questões. Especialistas tiram suas dúvidas:

Melhores alimentos para a marmita

Os melhores alimentos para levar são os secos e, portanto, menos perecíveis. A endocrinologista Giuliana Pansera sugere biscoito integral, pão integral, oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas) e frutas que são consumidas com a casca ou fáceis de descascar na hora de consumir como os alimentos os ideais. Isso vale para adultos e crianças. “Na lancheira dos pequenos temos que escolher alimentos cujo sabor não será comprometido, pois isso pode inibir o consumo”, ressalta a médica.

Para uma refeição mais completa, como um almoço, é bom prestar atenção a escolha da proteína. Prefira carnes magras como frango ou peixe. As carnes vermelhas ou de porco contam com bactérias que podem ficar vivas até em altas temperaturas, aumentando o risco de contaminação de seu alimento. Além disso, é provável que sua martita seja esquentada em um micro-ondas. Por isso, use carnes cozidas, assadas ou grelhadas. As frituras, além de bem menos saudáveis, vão ficar moles e sem graça.

Salada combina com marmita, mas deixe para temperá-la na hora do consumo

Salada combina com marmita, mas deixe para temperá-la na hora do consumo

Foto: Frutas %26 Saúde

Para completar, leve legumes, verduras e hortaliças ainda sem temperos. Deixe para acrescentar o azeite ou molho de sua escolha no momento do consumo.

Aproveite que é você quem está montando seu prato e preste atenção a quantidade e variedade de alimentos, como lembra Patricia Bertolucci, nutricionista da PB Consultoria. Coloque uma proporção maior de salada e legumes, por exemplo. Lembre-se de incluir proteína e carboidratos do bem, como os integrais ou a batata-doce. Esses alimentos têm baixo índice glicêmico e evitam que você volte a sentir fome logo após a refeição.

O que evitar?

Algumas opções não combinam com a marmita. Alimentos que soltam água, como o tomate, podem deixar todo conteúdo de seu recipiente úmido. Em uma salada de alface e tomate, por exemplo, provavelmente a folha ficará murcha.

Outra preocupação é com aquilo que pode estragar ou azedar mais rapidamente. Pensando nisso, evite molhos a base de leite ou maionese.

Alimentos perecíveis, como a maionese, devem ser evitados na marmita

Alimentos perecíveis, como a maionese, devem ser evitados na marmita

Foto: Thinkstock/Getty Images

Da bolsa para a geladeira

Mais um cuidado ao usar as marmitas é com o armazenamento. “Se forem alimentos mais secos, como o exemplo dos biscoitos e pães, podem ficar na marmitinha o dia todo”, diz a nutricionista Clarissa Pansera. “Mas, se tiver frios, como queijo branco ou peito de peru, o ideal é que não passe de 2 a 3 horas fora da refrigeração, ainda mais se for um dia muito quente. No caso de lanchinhos que tenham peixes como o atum ou maionese e ovos, o indicado é levar em marmitinhas térmicas, preferencialmente com bolsinhas de gelo dentro”, completa a nutricionista.

Se pensarmos em alimentos cozidos ou assados, como nas refeições principais, a atenção deve ser maior. A Anvisa recomenda que os alimentos não fiquem mais de duas horas expostos a uma temperatura superior a 21ºC e fora da geladeira.

Caso não tenha geladeira no trabalho, aposte em bolsas térmicas. Há uma grande variedade disponível e elas ajudam a manter os alimentos quentinhos ou frios. Congelar a refeição, ou apenas a proteína, também é uma boa idea. Nesse caso, coloque a comida congelada na marmita térmica e incremente com placas de gelo ou bolsas térmicas, para tentar manter a temperatura baixa. Esses acessórios são facilmente encontrados em mercados e lojas.

Melhores recipientes

“Os recipientes de vidro são as melhores opções na hora de conservar os alimentos. Nos potes plásticos, normalmente se encontra bisfenol-A (BPA), um composto utilizado na fabricação, que pode contaminar os alimentos. Portanto, se sua opção forem as marmitas plásticas, dê preferência aos modelos BPA free, disponíveis no mercado”, orienta Giuliana Pansera.

Pote de vidro é o mais indicado para as marmitas

Pote de vidro é o mais indicado para as marmitas

Foto: Reprodução

Outra dica é investir em mais um recipiente. A salada pode ir em um potinho e o resto dos alimentos, em outro. E uma dica de Patricia Bertolucci e Roseli Rossi, nutricionista da clínica Equilíbrio Nutricional, é acrescentar água gelada às folhas e escorrer antes de consumo. Também há aqueles potes com divisões, que separam e organizam os alimentos.

Se quiser levar frutas, tente seguir essa ordem antes de guardá-las: lave bem, envolva com papel toalha, cubra com plástico filme e finalize com papel alumínio.

E quem disse que marmita precisa ter sempre a mesma cara? Você pode costumizar a sua. A ideia da blogueira Fefê Rosada é apostar em tecidos para embalar a marmita. Corte as pernas daquelas calças jeans abandonadas no armário, costure um dos lados e você terá uma “embalagem” para seu recipiente. Aquela canga de praia que ficou esquecida também dá uma vida nova a sua marmita. Coloque o pote no centro e junte as pontas em nós. Veja na imagem como amarrá-la:

Para dar estilo a sua marmita%2C use uma canga ou um lenço e faça amarrações

Para dar estilo a sua marmita, use uma canga ou um lenço e faça amarrações

Foto: Divulgação

Sugestões de lanches

Giuliana e Clarissa Pansera também separam sugestões de lanches ideais para levar na bolsa. Assim, você garante uma alimentação e não derrapa na dieta:

Lanche 1:

4 castanhas torradas sem sal

1 banana prata

1 potinho de iogurte natural desnatado com 1 colher de sopa de chia

Lanche 02:

Lanchinho de pão integral com creme de ricota, frango desfiado, cenoura e beterraba raladas e alface picadinha

1 copo de suco de limão natural sem açúcar

Lanche 03:

1 pote de iogurte natural desnatado com granola sem açúcar e 2 ameixas secas sem caroço.

Lanche 04:

1 omelete feito com 2 claras e 1 gema, tomate picadinho e cheiro verde

1 copo de suco de uva integral sem açúcar

Lanche 05:

5 bolachinhas de arroz integral com húmus

4 mini cenourinhas

2 castanhas torradas sem sal

Se quiser uma marmita de almoço ou jantar, invista em uma proteína, uma fonte de carboidrato (dê preferência aos grãos ou massas integrais, que são mais nutritivos), salada e uma fruta para sobremesa.

Hábitos que as manicures odeiam que você faça com as mãos

Nem sempre é possível visitar a manicure e nesse tempo podemos cometer alguns “pecados” que prejudicam a apresentação dos dedos e das unhas

Há mulheres que gostam de cuidar dos cabelo, algumas usam maquiagem todos os dias e outras não dispensam a ida à manicure de 15 em 15 dias. Mãos bem cuidadas podem impactar não só pela beleza, mas também por uma questão de higiene.

Saiba quais são os hábitos que as manicures odeiam que você faça com as mãos

Saiba quais são os hábitos que as manicures odeiam que você faça com as mãos

Foto: ig

Nem sempre é possível visitar a manicure com a fraquência que gostaríamos e, nesse tempo longe, podemos cometer alguns “pecados” que prejudicam a apresentação dos dedos e das unhas. Saiba quais são os hábitos que os profissionais aconselham você parar de uma vez por todas para ter uma boa aparência – e não dificultar ainda mais o trabalho deles!

Cuidado com as cutículas

Não é de hoje que escutamos que para garantir uma boa saúde das unhas, deve-se evitar a retirada das cutículas. Em vez de cortá-las em excesso, empurrar de modo delicado com um palito apropriado é uma boa maneira para a pele não atrapalhar os seus planos. Ir á manicure a cada dois meses também pode ajudar nesse cuidado.

Mas isso não garante que aquelas que adoram morder as famosas “pelinhas”, fiquem longe. Para ajudar, use um óleo para hidratar as cúticulas e fará com que elas fiquem mais tempo no lugar. Faça com que isso se torne parte da sua rotina de beleza. Mantenha um hidratante ou creme na bolsa, no escritório e na cabeceira da cama e verá uma diferença notável na aparência de suas cutículas.

Deixar a sobra esmalte nas unhas

Nós não podemos começar a contar quantas vezes nós deixar que isso aconteça – porque são muitas! Que mulher nunca deixou sobra de esmalte nas unhas? Se você não pode manter seu esmalte inteiro e bonito, removê-lo é a melhor opção. Há no mercado diversos produtos que te ajudam nessa situação, o removedor em lenços, por exemplo, é prático e por não ter cheiro forte pode ser usado na pausa do trabalho ou durante o trânsito.

Evite cortar as unhas mais do que necessário

Cortar as unhas é uma forma de higiene, mas cortar demais também pode ser um problema. É crucial que elas cresçam para fora, de forma natural. As unhas são feitas de queratina e proteínas, são semelhantes a vida dos cabelos, que precisam de cuidados com a alimentação para uma aparência bonita e saudável. Trate-as bem e você irá maximizar a vida útil da sua manicure.

Roer as unhas não é legal

Roer as unhas é um péssimo hábito. A saliva enfraquece as unhas e a frequência pode danificar a pele ao redor, causando infecção. Outro ponto negativo, se você é uma das mulheres que sofre desse mal, é que além dos germes que são levados a boca, os seus dentes podem ficar comprometidos. Manter as unhas curtas, bem cuidadas e limpas ajudam a evitar esse tipo de problema.

Não retire as camadas da unha

As vezes a unha começa a descamar e tenho aquela vontade puxar essa camada. Não faça isso, as manicures odeiam! Esse ato deixa a unha mais fina e pode ser um sinal de falta de vitaminas específicas. Procure um especialista se o caso for frequente e tente lixar levemente onde acontecer.

Lentilha ajuda a emagrecer e faz bem; veja benefícios e receitas

Além de auxiliar no emagrecimento, a lentilha ajuda na prevenção do câncer de cólon, é indicada para gestantes, uma aliada na prisão de ventre e mais

Arroz e feijão é a combinação clássica da mesa do brasileiro. Mas o feijão pode ser substituído por outra leguminosa que traz diversos benefícios para a saúde e ajuda até a emagrecer: a lentilha.

Lentilha traz diversos benefícios para a saúde

Lentilha traz diversos benefícios para a saúde

Foto: Thinkstock/Getty Images

A lentilha é rica em vitaminas e minerais, além de outros nutrientes como fósforo, vitaminas do complexo B, magnésio, potássio e enxofre. Segundo a nutricionista Karina Reis, a semente também contém grande quantidade de zinco, um mineral fundamental para o fortalecimento do sistema imunológico. Graças ao alto teor de ferro, ainda é usada para combater anemias.

Essa leguminosa também é uma aliada para quem sofre de prisão de ventre. De acordo com Joyce Rebouças Passos Mourão, do Hospital Oswaldo Cruz, ela contribui para diminuir a absorção de gordura pelo organismo e facilita o trânsito intestinal.

Falando sobre saúde e doenças, uma dieta rica em fibras e alimentos como a semente preveniram 82% dos casos de doenças cardíacas, como mostra um estudo do Departamento de Ciências da Nutrição, da Universidade de Toronto, no Canadá. Casos de diabetes também podem ser prevenidos e combatidos com o alimento.

Emagrecimento

A lentilha também é vista como vilã, mas é possível reverter esse quadro. “Pelo fato de possuir alta quantidade de fibras e fermentar durante a digestão, naturalmente pode provocar gases”, explica Karina. Por isso há quem diga que ela está no grupo de alimentos que dão barriga.

Para evitar esse problema, a dica da nutricionista Adriana Ávila, da Clínica Vitay, serve também outras leguminosas. Deixe o alimento de molho na noite anterior e descarte a água antes do preparo, utilizando uma água nova para o cozimento.

Por outro lado, as fibras da lentilha ajudam na luta contra a balança. “Ela auxilia no processo de emagrecimento, pois junto com água, esse tipo de fibra forma um gel que promove a sensação de saciedade e tem baixo teor de calorias“, completa Karina. Uma porção de 100 gramas deste alimento tem pouco mais de 100 calorias. Não é à toa que é uma das leguminosas que fazem parte, por exemplo, de uma dieta detox, como afirma a nutricionista Patrícia Cruz.

Benefícios para grávidas

Karina Reis ainda cita que a semente deve ser consumidas por gestantes, pois “estimula a formação de células do sangue e previne o câncer de cólon”.

Absorção de nutrientes

Veja o exemplo dado por Karina. Uma refeição com brócolis, fonte de vitamina C, e lentilha. Tal combinação fará com o que o organismo absorva mais os nutrientes da leguminosa. “O organismo só absorve 10% do ferro da lentilha, mas quando associado a uma fonte de vitamina C, a absorção sobe para quase 40%”, detalha a nutricionista.

Lentilha no cardápio

Incluir esse alimento no dia-a-dia é fácil porque ele é muito versátil. Karina sugere, para os dias mais frios, uma sopa. Mas também é possível utilizá-la para uma entrada como uma salada.

Sopa de lentilha é uma opção para os dias mais frios

Sopa de lentilha é uma opção para os dias mais frios

Foto: Divulgação

Já no prato principal, a lentilha combina muito bem com arroz. A versão com ovos cozidos ainda agrega proteína ao prato. E aquele com cebola caramelizada temum toque todo especial.

‘Pincéis de maquiagem’, como fazer a limpeza e dar mais durabilidade

O ato de limpeza dos pincéis de maquiagem ajuda no resultado final e também na saúde da pele

O pincel de maquiagem é um item fundamental para conquistar um make bem feito. Há técnicas de acabamentos são melhores alcançadas com esse instrumento, como é o caso do esfumado e do delineado gatinho. Definitivamente é um acessório importantíssimo e essencial das admiradoras da beleza, mas que precisa de cuidados especiais, principalmente relacionados à limpeza e higienização do material.

Limpar direito os pincéis evita contaminação na pele%2C e ainda prolonga a vida útil dos acessórios

Limpar direito os pincéis evita contaminação na pele, e ainda prolonga a vida útil dos acessórios

Foto: Thinkstock Photos

A maquiadora Renata Almeida prioriza o cuidado com os itens de trabalho, reconhecendo a importância de manter tudo higienizado para um bom atendimento às clientes e um ensino de qualidade aos alunos que frequentam a escola de maquiagem que leva seu nome. Manter os pincéis de maquiagem limpos também garantem, além de um melhor resultado, uma durabilidade maior dos produtos – porque vamos combinar, isso conta muito!

“Um pincel sujo, além de desfavorecer acabamento da maquiagem, pode ser o canal para uma infecção, pois provavelmente carregará bactérias e fungos”, afirma Renata. Portanto, a necessidade de manter esse acessório limpo vai além da beleza, é fundamental para conservar a saúde.

Fique atento às dicas da maquiadora e mantenha seus pincéis de maquiagem sempre limpos e higienizados.

Como fazer a limpeza dos pincéis de maquiagem

Para o uso doméstico, é recomendável que a cada 15 dias os pincéis e esponjas sejam lavados com sabão neutro e água corrente, retirando todo o produto acumulado nas cerdas e na superfície.

“Quando estiver lavando o pincel, sempre faça o manuseio com as cerdas para baixo, assim não deixará que entre água no cabo, prolongando a vida útil do acessório. Após a limpeza, deixe-o sobre uma toalha na horizontal em um local seco, fresco e arejado para secar completamente”, recomenda.

Há também a opção da limpeza diária, entre uma produção e outra. O uso de um produto específico para assepsia é o mais correto e o mercado de beleza está repleto de itens à escolha, dos caros aos mais baratos, tornando fácil a aquisição de um.

“Duas borrifadas nas cerdas são suficientes para a limpeza imediata. Após aspergir, friccione o pincel em uma toalha limpa e espere secar para usá-lo novamente”, orienta Renata.

Lavar os pincéis de maquiagem deixou de ser uma tarefa difícil e além de cuidar dos seus acessórios de beleza, estará cuidando também da sua saúde.

‘Manchas na pele’, como elas surgem e quais as opções de tratamentos

É muito comum ter manchas na pele, e especialista afirma que quem as tem não pode deixar de consultar um dermatologista

Quem nunca teve uma mancha na pele? De todas as cores e formatos, as manchas são universais e podem surgir em qualquer parte do corpo. Até as simples sardas no rosto são consideradas manchas e é importante sempre verificar a origem de cada uma delas.

Sarda é um dos tipos mais comuns de manchas na pele

Sarda é um dos tipos mais comuns de manchas na pele

Foto: Getty Images

Mas você já parou como aparecem as manchas na pele? A dermatologista Michele Haikal explica: os pigmentos que dão cor à pele são os melanossomos e eles ficam dentro de células chamadas melanócitos, que estão localizadas na união entre as camadas da pele denominadas de pele e epiderme.

“Os melanócitos são células de defesa que têm ‘braços’. Eles lançam estes braços à superfície da pele quando se sentem agredidos”, fala Michele. Isso resulta nas manchas.

Esta agressão à pele pode vir por raios de sol, radiação e até mesmo o calor. As células de defesa estão protegendo o corpo do câncer de pele – que pode ser causado pelos mesmos motivos da mancha.

Além da exposição solar, principal causa das manchas, o fator hormonal também é bastante determinante no surgimento delas. A dermatologista ainda afirma que machucados, queimaduras e cicatrizes, até aquelas causadas pela acne, provocam marcas na pele. Os melanócitos acabam denificados e por isso se hiperpigmentam, causando a hiperpigmentação pós-inflamatória.

Manchas mais comuns

Além dessa hiperpigmentação em machucados, as sardas são um dos tipos mais comuns de sinais do rosto. Apesar de também serem influenciadas pela exposição ao sol, as efélides – nome científico para a sarda – têm muita ligação com a predisposição de casa pessoa. “Elas saem facilmente pois estão nas camadas mais externas da pele, mas voltam também com muita facilidade”, explica a dermatologista.

O melasma também é um tipo muito comum de marca da pele. Esse problema é mais comum em mulheres e um dos fatores agravantes são os hormônios.

Com o avanço da idade, surgem as manchas senis, como comenta Michele: “Elas vêm devido a todo aquele sol tomado durante a vida, e são aquelas que aparecem nas mãos e rosto dos idosos”, além dos braços, colo e ombros.

Tratamento

Cada tipo de mancha tem uma maneira diferente de ser tratada. O primeiro passo é visitar um dermatologista. Ele irá analisar o que causou a mancha e como ela deve ser tratada. De acordo com Michele, os tratamentos divergem em cada tipo de mancha e dentro de cada caso ainda existem subdivisões que também podem alterar a forma de tratá-las.

O melasma, como fala Michele, é tratado de acordo com a profundidade e também é associado a um ajuste hormonal. Já as efélides, ou sardas, geralmente são mais superficiais e, portanto, o melhor procedimento costuma ser o laser de gás carbônico, também ajustado para a forma que atinja apenas a superfície da pele.

Entre os tratamentos mais comuns estão peelings químicos, luz intensa pulsada, laser de gás carbônico e até injeções locais com substâncias que tratam a mancha, informa a especialista. Também é possível fazer tratamento em casa, com ácidos e cremes específicos.

Até um mesmo aparelho pode servir para tratar de formas diferentes, lesões diferentes, mas existe uma recomendação que deve ser a mesma, como explica a dermatologista: “Todos os tratamentos devem ser associados a uso de ácido prescrito e protetor solar tópico de dia no mínimo de três em três horas e também o uso de protetor solar oral.”

Como prevenir

Algumas manchas na pele podem aparecerer por fatores hereditários ou hormonais, mas outras podem ser evitadas. Para isso, especialistas indicam a combinação protetor solar e hidratação.

Dicas para acabar com a retenção de líquido e o inchaço no corpo

Calor, alterações hormonais, retenção de líquido… A lista das causas do inchaço é longa, mas medidas simples podem ajudar com esse problema

Inchaço é um sinal de alerta do corpo e as causas podem ser bem simples, como um dia mais quente, ou até complexas, como trombose. Por isso, é importante ficar atento ao problema e tentar entender as razões.

Má circulação é uma das causas do inchaço

Má circulação é uma das causas do inchaço

Foto: Thinkstock/Getty Images

Outro fator que provoca inchaço é a retenção de líquido, uma queixa muito comum entre mulheres. Nesse caso, há um acúmulo de água dentro das células do organismo e o corpo incha. Há quem reclame até de aumento de peso.

Alimentos que incham

Refrigerante é um vilão da dieta

Refrigerante é um vilão da dieta

Foto: Getty Images

Segundo a nutricionista Sinara Menezes, da Nature Center, alguns alimentos também podem fazer com que o corpo inche. Ela cita, por exemplo, os refrigerantes e as bebidas alcóolicas. O primeiro contém muito açúcar e isso provoca a dilatação do volume do abdômen. Já as bebidas com álcool causam inchaco porque irritam a mucosa do estômago. Além disso, são geralmente bastante calóricas.

Comer laticínios e inchar pode ser um sinal de problema, alerta a nutricionista. Quem tem intolerância à lactose e consumir leites e derivados corre o risco também de sentir dores e flatulência.

O sódio é outro vilão na dieta. O consumo exagerado contribui para a retenção de líquidos. E muitas vezes abusamos dos produtos industrializados e nem percebemos que têm taxas elevadas de sódio, como comenta Sinara.

Dicas para desinchar

Ao conhecer a causa, fica mais simples acabar com o problema do inchaço. Um caminho bastante conhecido para combater isso, principalmente em casos de acúmulo de líquido, é a drenagem linfática. A principal função deste procedimento é estimular o sistema linfático e fazer com que o sangue flua dos vasos de forma mais acelerada por meio de massagens. Os movimentos são leves e não causam dor e ajudam a direcionar os líquidos do corpo para as estruturas do sistema linfático. Com isso, o excesso será eliminado pela urina.

De acordo com Aline Olivetto, coordenadora do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Siluets, os benefícios da drenagem são: “redução do líquido no corpo, ativação da circulação sanguínea e auxílio no combate à celulite”.

Este tipo de tratamento é feito em clínicas de estética e também pode ser estimulado com exercícios físico. O jump, aquela aula que se faz pulando em uma cama elástica, também promove uma drenagem no corpo.

Movimentos circulares e drenagem ajudam a melhorar o aspecto da pele e também combatem a retenção de líquidos

Movimentos circulares e drenagem ajudam a melhorar o aspecto da pele e também combatem a retenção de líquidos

Foto: Thinkstock/Getty Images

Aline também faz uma relações de hábitos que ajudam a desinchar e podem ser facilmente adotados. Veja abaixo:

– beber água. E aqui, a nutricionista Sinara Menezes concorda com a especialista. Ela explica que a água é essencial para o bom funcionamento do organismo e absorção de fibras. Se comer fibras, mas não se hidratar, a digestão não acontecerá de maneira correta e o abdômen vai inchar. A água também ajuda a eliminar toxinas e a recomendação é beber dois litros por dia.

– diminua o sal, e com isso a quantidade de sódio, dos alimentos.

– abuse de frutas como melancia, maçã, melão, pera, laranja e mexerica, que são diuréticas.

– Aline fala também em consumir alimentos com potássio, que ajudam a diminuir o sal do organismo. Cibele Regina Laureano Gonsalves, nutricionista e diretora do Departamento de Nutrição (SOCESP) concorda e indica frutas como banana, mamão, ameixa e melão. “O consumo frequente desses alimentos aliado ao aumento da hidratação auxiliam na diminuição de retenção de líquido”, afirma Cibele.

– aposte em chás, recomenda Aline. Os de erva-doce, boldo, salsaparilla, macela, cavalinha, castanha da índia, chá verde, chá branco, chá de hibisco são refrescantes e diuréticos, completam especialistas do Kurotel, Centro Médico de Longevidade e SPA de Gramado.

Em caso de dúvidas ou inchaço persistente, vale procurar um médico para descobrir a causa real do problema e o melhor tratamento.

‘Lentes de contato dental’, saiba como deixar seu sorriso mais bonito

As lentes de contato dental surgiram das facetas de porclena e prometem dentes mais bonitos e um sorriso harmônico

Sabemos que um sorriso bonito é essencial para a harmonia do rosto. Aparelhos ortodônticos já existem há tempos para corrigir dentes tortos e mordidas erradas, mas e quando não é esse o problema? Para fins estéticos, como dentes manchados ou desproporções no sorriso, surgiram as lentes de contato dental.

As lentes de contato dental são finas camadas de porcelana que encapam os dentes

As lentes de contato dental são finas camadas de porcelana que encapam os dentes

Foto: Ateliê Oral/Divulgação

As tradicionais facetas de porcelana ganharam uma descendente mais moderna: as lentes de contato dental. Elas são basicamente iguais: películas de porcelana – designadas sob medida e de forma personalizada para cada cliente – para cobrir imperfeições dos dentes. A diferença entre elas é que as facetas exigem que o dente seja desgastado antes de sua aplicação, já as lentes, não, segundo o dentista Marcelo Kyrillos, do Ateliê Oral.

Marcelo diz que o novo procedimento das lentes surgiu no Brasil depois de estudos com as facetas apontaram que a porcelana gruda muito bem no esmalte dental. Então, criaram a película do mesmo material. A possibilidade de fazer o tratamento estético sem o desgaste dental também é um incentivo a mais para o uso das lentes.

Elas são indicadas para quem tem dentes manchados, com muita restauração e, principalmente, para pessoas com dentes pequenos – que se tornam desproporcionais. Quem também tem uma separação muito grande entre os dentes, condição conhecida como diastema, pode usar as lentes.

Contraindicação

“A principal solução também é o problema das lentes”, explica Marcelo. Como as lentes dentais não necessitam que o dente seja raspado antes, muitas vezes o dente fica desproporcional ao ser coberto com a película.

Marcelo explica que neste caso – quando os dentes já são grandes – o indicado é realizar o desgaste e, então, o processo clássico de facetas de porcelana.

Por mais que pareçam um milagre na aparência do sorriso, o dentista alerta que é preciso experiência do profissional para identificar corretamente o problema, antes de realizar o tratamento: “Em vários casos não tem indicação, às vezes paciente tem que ter o desgaste e muitas vezes usar aparelho antes para corrigir”.

Cuidados

O dentista alerta que a lente de contato para os dentes deve ser bem feita, se não, pode levar a complicações futuras: “Se o dentista não perceber a posição ideal do dente, pode inflamar a gengiva. Se a película não for extremamente bem confeccionada com relação à adaptação, ele pode ficar com sobre contorno, podendo dar infiltração ou cárie”.

Os cuidados diários com os dentes depois das colocação das lentes de contato dental são os mesmos. Escovação correta, passar fio dental todos os dias e voltar ao dentista de seis em seis meses, que é a recomendação tradicional.

Samara volta a aterrorizar em nova sequência de ‘O Chamado’

“Chamados” estreia dia 10 de novembro nos cinemas brasileiros e traz de volta os segredos por trás de uma fita amaldiçoada

A Paramount Pictures divulgou nesta quarta-feira (24) o primeiro trailer oficial de “Chamados”, terceira sequência do thriller “O Chamado”. A nova produção da franquia se passará 13 anos depois dos acontecimentos do primeiro filme, lançado em 2002.

Samara está de volta no trailer da sequência de

Samara está de volta no trailer da sequência de “O Chamado”

Foto: Divulgação

Dirigido por F. Javier Gutiérrez, “Chamados” vai contar as origens dos poderes de Samara, responsável pela morte de qualquer pessoa que assista ao seu vídeo amaldiçoado. Dessa vez, as vítimas serão Julia (Matilda Lutz) e seu namorado Holt (Alex Roe). O casal recebe a temida ligação que anuncia a chegada da morte dentro de sete dias

Com pouco tempo para reagir, Julia precisa descobrir um meio de se libertar da maldição de Samara e de sobreviver às suas aparições malignas. “Chamados” tem estreia marcada para 28 de outubro nos Estados Unidos, já o lançamento no Brasil acontece no dia 10 de novembro.

Festival Internacional de Curtas-Metragens vai exibir 400 filmes em São Paulo

Programação gratuita será exibida em vários pontos da capital paulista até o próximo dia 4, com produções de mais de 60 países. Saiba mais da Mostra

Liberdade de expressão, xenofobia, inclusão e direito das mulheres são os principais assuntos que a 27ª edição do Festival Internacional de Curtas-metragens de São Paulo vai abordar, desta quarta-feira (24) até o próximo dia 4, com programação gratuita em seis salas da capital paulista, além de cinco centros de educação unificada (CEUs). Serão apresentados 400 filmes do Brasil e de mais de 60 países.

'Os Cravos e a Rocha' é um dos 400 filmes exibidos no festival

‘Os Cravos e a Rocha’ é um dos 400 filmes exibidos no festival

Foto: Divulgação

A mostra vai tratar de conflitos e transformações que afetam atualmente a sociedade. “Quando começamos a pensar o festival este ano, começamos a pensar um pouco nas mudanças que estão acontecendo, que não se limitam ao Brasil. A gente está com o mundo muito confuso e líquido”, disse a diretora do festival, Zita Carvalhosa, em entrevista à Agência Brasil. Essa percepção, segundo a diretora, se confirmou nos mais de 3,5 mil filmes inscritos para a mostra. “Começamos a ver nos filmes que essa inquietação existe”, afirmou, sobre a impressão da curadoria com o material recebido.

Esse contato direto entre a expressão artística e os acontecimentos recentes é uma característica do curta-metragem, na opinião de Zita. “O curta-metragem é muito próximo da realidade e reflete muito rápido o que está acontecendo.”

Na produção latino-americana e brasileira que chegou ao festival, Zita diz que é marcante a presença feminina. São filmes como “Crônicas do Meu Silêncio”, de Beatriz Pessoa, que, em 9 minutos, traz um manifesto sobre a violência contra a mulher a partir de três depoimentos. Ou então, como o colombiano “Mãe”, que integrou a seleção oficial de Cannes, e tem como protagonista uma adolescente, da periferia de Medellín, que vai fazer um teste para um filme pornô.

Premiados

Curtas premiados em grandes festivais, como o de Cannes, são outra atração importante da mostra. “Temos uma mostra internacional que reúne os curtas bons que passaram pelo mundo nos festivais. Eles podem ser premiados, como o ‘Timecode’, que ganhou a Palma de Ouro”, disse Zita, sobre a produção espanhola dirigida por Juanjo Giménez.

Entre as produções da mostra internacional, está o português “Os Cravos e a Rocha”, dirigido por Luisa Sequeira. Em 16 minutos, o curta-metragem conta como, em 1974, Glauber Rocha, ícone do cinema novo brasileiro, participou de um filme coletivo durante a Revolução dos Cravos, que pôs fim a um período ditatorial de décadas, em Portugal.

Compondo o panorama internacional está uma mostra especial – Desenhar é Preciso – com animações do francês Canal +, produzidas após o atentado ao jornal “Charlie Hebdo”. Filmes exibidos no Festival Internacional de Berlim tem outro aparte na mostra.

“Ao mesmo tempo que temos uma seleção que assiste aos mesmos filmes, temos filmes de países que a gente nunca exibiu”, disse a diretora, sobre o esforço da curadoria em trazer curtas para um público que dificilmente teria contato por outros meios. “Você pode ver coisas que não necessariamente imaginaria ou já tem as referências sobre”.

Com temas atuais e linguagens e estéticas além das usuais, o festival se propõe a ser um grande espaço de discussões, especialmente para os jovens, que segundo Zita, formam a maior parte do público da mostra. “Assistir filme em uma sala de cinema com um monte de gente é um privilégio, porque a gente pode conversar a respeito”.

A seleção completa de filmes pode ser vista na página do festival (veja aqui).

Scroll To Top

Site De Mulher